23°
Máx
12°
Min

Warriors volta a perder em casa e se complica na busca por recorde na NBA

O Golden State Warriors parece finalmente estar sentindo os efeitos da pressão e do cansaço na busca pela melhor temporada da história da NBA. Na noite de terça-feira, a equipe líder do Oeste e dona da melhor campanha da competição voltou a jogar mal e caiu para o Minnesota Timberwolves por 124 a 117, na prorrogação, em Oakland. Foi a segunda derrota do Warriors em casa nos últimos cinco dias.

Os números nem de longe lembram o incrível desempenho que caracterizou o time de Steve Kerr ao longo da temporada. Foram 24 bolas perdidas que fizeram a equipe perder uma liderança que chegou a 13 pontos logo no início da partida. Stephen Curry mais uma vez esteve em dia bem abaixo do esperado e acertou somente sete dos 25 arremessos que tentou.

O próprio técnico Steve Kerr justificou a derrota pela pressão sobre os jogadores. "Você tem tanta atenção da mídia e vê todo mundo falando sobre a quebra do recorde e acaba perdendo o foco um pouco", disse. Agora, o Warriors tem 69 vitórias e nove derrotas e não pode mais perder nas últimas quatro partidas se quiser bater o recorde histórico do Chicago Bulls, que venceu 72 vezes em 82 jogos na temporada 1995/1996. O problema é que o time de Oakland enfrenta duas vezes o Memphis Grizzlies e outras duas o San Antonio Spurs nestas últimas rodadas.

Na terça, parecia que o Warriors daria espetáculo mais uma vez em casa. Com lindas assistências de Curry, o time abriu vantagem no primeiro tempo e tinha o jogo sob controle. Mas errou demais nos últimos dois períodos, viu os jovens do Timberwolves assumirem o jogo e o levarem para a prorrogação. Aí, o cansaço e a pressão pesaram e os visitantes não tiveram dificuldades para vencer.

O surpreendente Shabazz Muhammad deixou o banco para ser o cestinha do Timberwolves e da partida com 35 pontos, enquanto Andrew Wiggins marcou 32 e Karl-Anthony Towns 20, além de 12 rebotes. Pelo Warriors, destaque para os 28 pontos de Klay Thompson. Curry terminou com 21, além de 15 assistências, e Leandrinho marcou somente dois. Anderson Varejão não atuou.

Se o líder do Oeste perdeu, o segundo colocado San Antonio Spurs venceu mais uma ao passar pelo Utah Jazz por 88 a 86, mesmo fora de casa. Foi a 65.ª vitória da equipe na temporada e simplesmente o milésimo triunfo de Tim Duncan na NBA. Ele se tornou apenas o terceiro jogador da história da liga a alcançar essa marca, atrás dos lendários Kareem Abdul-Jabbar e Robert Parish.

Longe de sua melhor forma, Duncan deixou esta histórica partida com somente três pontos e dois rebotes, mas Kawhi Leonard garantiu a vitória para o Spurs com 18 pontos, sendo dois deles a cinco segundos para o fim. Pelo Jazz, Rodney Hood foi o cestinha, com 23 pontos. O brasileiro Raulzinho atuou por 13 minutos, errou os dois arremessos que tentou e terminou sem pontuar.

Do outro lado, na Conferência Leste, o Cleveland Cavaliers venceu mais uma e praticamente garantiu a primeira colocação para os playoffs. Mesmo fora de casa, a equipe passeou para cima do Milwaukee Bucks por 109 a 80, com 21 pontos de J.R. Smith. LeBron James atuou somente por 28 minutos e terminou com 17 pontos e nove assistências.

A vitória deixou o Cavaliers a quatro triunfos do Toronto Raptors, segundo colocado do Leste, que também levou a melhor na terça. Em casa, derrotou o Charlotte Hornets por 96 a 90 graças aos 26 pontos de DeMar DeRozan e os 21 de Kyle Lowry.

Ainda no Leste, o Philadelphia 76ers derrotou o New Orleans Pelicans por 107 a 93, em casa, e se livrou da pior campanha da história da liga. A equipe, lanterna da conferência e da temporada, chegou à décima vitória e já superou sua própria campanha em 1972/1973, quando venceu apenas nove vezes e cravou o pior desempenho até hoje.

A noite de terça ainda reservou o penúltimo confronto de Kobe Bryant diante do Los Angeles Clippers. O astro do Los Angeles Lakers viveu mais um capítulo desta rivalidade local e, como era de se esperar, saiu sem sucesso. Seu time, o pior do Oeste, foi facilmente superado pelo Clippers por 103 a 81, graças aos 25 pontos de Chris Paul e os 21 de Jeff Green. Kobe marcou somente quatro.

Apesar da derrota, Marcelinho Huertas foi um dos destaques do Lakers, com nove pontos e quatro assistências em 30 minutos. Bem diferente de outro brasileiro, Cristiano Felício, que marcou somente dois pontos nos 13 minutos que ficou em quadra na derrota de seu Chicago Bulls para o Memphis Grizzlies, fora de casa, por 108 a 92.

Confira os resultados de terça-feira na NBA:

Philadelphia 76ers 107 x 93 New Orleans Pelicans

Toronto Raptors 96 x 90 Charlotte Hornets

Miami Heat 107 x 89 Detroit Pistons

Atlanta Hawks 103 x 90 Phoenix Suns

Memphis Grizzlies 108 x 92 Chicago Bulls

Milwaukee Bucks 80 x 109 Cleveland Cavaliers

Denver Nuggets 102 x 124 Oklahoma City Thunder

Utah Jazz 86 x 88 San Antonio Spurs

Sacramento Kings 107 x 115 Portland Trail Blazers

Golden State Warriors 117 x 124 Minnesota Timberwolves

Los Angeles Clippers 103 x 81 Los Angeles Lakers

Acompanhe as partidas da NBA nesta quarta-feira:

Indiana Pacers x Cleveland Cavaliers

Orlando Magic x Detroit Pistons

Washington Wizards x Brooklyn Nets

Boston Celtics x New Orleans Pelicans

New York Knicks x Charlotte Hornets

Dallas Mavericks x Houston Rockets

Portland Trail Blazers x Oklahoma City Thunder

Los Angeles Lakers x Los Angeles Clippers