28°
Máx
17°
Min

Andréia Bandeira perde no Mundial de Boxe e torce por rival para ir ao Rio-2016

Após fazer boa estreia no Mundial Feminino de Boxe em Astana, no Casaquistão, a brasileira Andréia Bandeira foi derrotada nas oitavas de final, neste domingo. Ao ser derrotada por Nien-Chin Chen, de Taiwan, a pugilista do Brasil perdeu chance de obter sozinha a vaga nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Agora terá que torcer por uma rival para conquistar a classificação olímpica.

Na disputa da categoria até 75 kg, Andréia foi dominava pela taiwanesa durante a maior parte da luta. Chen levou o primeiro round por unanimidade dos juízes. No segundo, a brasileira reagiu, mas não foi o suficiente. Daí em diante, a taiwanesa controlou o confronto até confirmar a vitória.

Com o revés, Andréia agora precisa torcer para que a norte-americana Claressa Shields alcance ao menos a semifinal do Mundial, que dá vaga olímpica às quatro semifinalistas de cada categoria. Se Claressa avançar a esta fase, libera uma das vagas do Pré-Olímpico das Américas, que seria herdada pela brasileira.

No momento, a americana está nas quartas de final. A favor de Andréia está o fato de Claressa ser uma das favoritas ao título mundial. Ela é a primeira cabeça de chave da categoria. Como as disputas das quartas de final serão realizadas somente na terça-feira, a brasileira terá que esperar para descobrir se terá a vaga olímpica.

Antes disso, na segunda-feira, Adriana Araújo voltará ao ringue para a disputa das oitavas de final na categoria até 60 kg. Por volta das 10 horas da manhã (horário de Brasília), ela vai encarar a russa Anastasiia Beliakova. Adriana já tem vaga garantida nos Jogos Olímpicos do Rio.