20°
Máx
14°
Min

Multidão chega cinco horas antes do início do funeral de Muhammad Ali

(Foto: Lula Marques) - Multidão chega cinco horas antes do início do funeral de Muhammad Ali
(Foto: Lula Marques)

Ao meio-dia desta quinta-feira começa oficialmente o funeral do boxeador Muhammad Ali na cidade de Louisville, estado de Kentucky, nos Estados Unidos. Uma cerimônia muçulmana chamada Jenazad será a primeira parte da despedida do multicampeão dos pesos pesados morto na semana passada em razão de complicações respiratórias do mal de Parkinson. Na sexta-feira, será realizada a procissão pela cidade e o culto ecumênico.

Para a cerimônia desta quinta-feira, são esperadas cerca de 15 mil pessoas no Freedom Hall. Elas começaram a chegar por volta das 7h, cinco horas atrás do início da cerimônia, para conseguir um bom lugar para orar pela alma do campeão.

Será uma cerimônia curta e tradicional. Serão 30 minutos de orações conduzidos pelo imã Zaid Shakir. Batizado como Cassius Clay em 1942, na época da segregação racial, o boxeador se tornou muçulmano em 1964, mudando seu nome para Muhammad Ali em uma conversão que chocou os Estados Unidos. Para milhões de muçulmanos, Ali simboliza o rosto pacífico e tolerante do Islamismo.

"Muhammad Ali tem uma importância muito especial para a comunidade muçulmana. Devemos dizer adeus a ele da melhor forma que pudermos, honrar sua memória, seguir seu caminho e amar uns aos outros como ele desejava", disse o imã Zaid Shakir.