21°
Máx
17°
Min

Froome arrisca ladeira abaixo e assume liderança da Volta da França

(Foto: Divulgação/Página oficial de Chris Froome no Twitter) - Froome arrisca ladeira abaixo e assume liderança da Volta da França
(Foto: Divulgação/Página oficial de Chris Froome no Twitter)

O atual campeão Chris Froome resolveu arriscar e se deu bem. Neste sábado, o britânico pedalou forte na descida de uma montanha dos Pirineus, em uma fuga em altíssima velocidade, e assumiu a liderança da Volta da França. Ele vai ficar dois dias com a camisa amarela, porque o domingo será dia de descanso.

Capitão da Team Sky e duas vezes campeão na principal volta ciclística do calendário internacional, Froome estava em sexto lugar da classificação geral até este sábado. Ao fugir do pelotão, conseguiu uma vitória de 13 segundos sobre um grupo que tinha praticamente todos os candidatos ao título.

A etapa deste sábado, de 184km, era considerada uma das mais duras da Volta da França, uma vez que a subida do monte Col du Tourmalet tem 19km e uma inclinação de 7,4%. Dono da camisa amarela desde a quinta etapa, na quarta-feira, o belga Greg Van Avermaet, da BMC, foi só 86.º colocado neste sábado e despencou para o 34.º lugar na classificação geral, já dando adeus ao título.

Após oito etapas, 13 ciclistas estão menos de um minuto atrás do líder Froome na classificação geral. Em segundo aparece Adam Yates, britânico, da Orica, a 0s16 do primeiro colocado. O terceiro é o espanhol Joaquin Rodriguez Olivera (0s16, também) e o irlandês Daniel Martin (0s17).

O colombiano Nairo Quintana e o espanhol Alejandro Valverde, ambos da Movistar, e o italiano Fabio Aru, da Astana, estão em quinto, sexto e sétimo, respectivamente. Já a Tinkoff deixou de trabalhar pelo espanhol Alberto Contador, que está a mais de 3 minutos de Froome, e agora vai apostar em Roman Kreuziger, da República Checa, o 12.º colocado.

A nona de 21 etapas da Volta da França vai acontecer na segunda-feira, ligando Vielha val D'Aran, na Espanha, a Andorre Arcalis, em Andorra, ainda em meio aos Pirineus. Na terça, o pelotão sai do pequeno principado europeu e volta à França.