22°
Máx
17°
Min

Sagan vence etapa e Froome chega junto para manter a ponta da Volta da França

Peter Sagan venceu nesta quarta-feira a 11ª etapa da Volta da França (Foto: Divulgação) - Sagan vence etapa e Froome chega para manter ponta da Volta da França
Peter Sagan venceu nesta quarta-feira a 11ª etapa da Volta da França (Foto: Divulgação)

O eslovaco Peter Sagan venceu nesta quarta-feira a 11ª etapa da Volta da França, realizada em um percurso de 162,5 quilômetros entre Carcassonne e Montpellier, em que ele e mais dois ciclistas, incluindo o britânico Chris Froome, o líder da classificação geral, concluíram em 3h26min23.

Com 12 quilômetros restantes, Froome e Geraint Thomas, seu companheiro de equipe na Sky, se juntaram a Sagan e Maciej Bodnar, da Tinkoff, em uma fuga na luta pela liderança. Sagan venceu com facilidade no sprint final, com Froome em segundo lugar e Bodnar na terceira posição.

Ao receber um bônus de seis segundos por terminar em segundo lugar, Froome ganhou 12s em relação aos seus principais rivais, que terminaram no pelotão principal, seis segundos atrás.

Em busca do seu terceiro título da Volta da França em quatro anos, o britânico agora vai chegar com uma vantagem um pouco maior para a 12ª etapa, que será realizada nesta quinta, com a subida até o Monte Ventoux, quando se comemora no país o Dia da Bastilha.

Froome agora está 28 segundos à frente do britânico Adam Yates. O irlandês Dan Martin ocupa o terceiro lugar na classificação geral, a 31s, e o colombiano Nairo Quintana, que já foi duas vezes vice-campeão da Volta da França, é o quarto, com uma desvantagem de 35s.

Na teoria, o percurso em sua maior parte plano da etapa desta quarta configurava uma vantagem para os ciclistas mais rápidos. Mas com ventos de 40km/h, a disputa foi mais tática. E quem se deu melhor foi Sagan, que conquistou sua segunda vitória nesta Volta da França e a sexta da sua carreira.

Na fuga inicial, o francês Arthur Vichot e o australiano Leigh Howard estabeleceram uma vantagem de quatro minutos, antes de serem capturados no meio da etapa. Em alguns momentos, como um efeito do forte vento, os ciclistas se dividiram em pequenos pelotões. E vários acidentes ocorreram.

Ao final, Sagan venceu e manteve a camiseta amarela, destinada ao melhor velocista. E também não ocorreram modificações em relação aos detentores das outras principais camisetas. O francês Thibaut Pinot está com a branca de bolinhas vermelhas (melhor montanista) e Yates continua com a branca (melhor jovem). E a BMC Racing segue sendo a melhor equipe.