24°
Máx
17°
Min

Mineirinho, Bob Burnquist e Daniel Dias são indicados ao Prêmio Laureus

(Foto: XGames) - Mineirinho, Bob Burnquist e Daniel Dias são indicados ao Prêmio Laureus
(Foto: XGames)

Os organizadores do Prêmio Laureus, considerado o Oscar do Esporte, anunciaram nesta quarta-feira os concorrentes da edição de 2016 e indicaram três brasileiros: o surfista Adriano de Souza, o Mineirinho, e o skatista Bob Burnquist concorrem na categoria de melhor atleta de ação, enquanto o nadador Daniel Dias concorre para ser escolhido o melhor paradesportista do ano. A entrega dos prêmios está marcada para 18 de abril, em Berlim.

Mineirinho, de 28 anos, foi indicado após conquistar pela primeira vez o título mundial de surfe, numa temporada em que se tornou o primeiro brasileiro a vencer o Pipe Masters. Além disso, ele também ganhou a etapa de Margaret River.

Já Burnquist, um dos maiores nomes da história do skate, conquistou sua oitava medalha de ouro na disputa do Big Air no X Games, considerada a Olimpíada dos esportes radicais. Os adversários dos brasileiros na premiação são a britânica Rachel Atherson, do mountain bike, o australiano Mick Fanning, também do surfe, o alemão Jan Frodeno, do triatlo, e a norte-americana Chloe Kim, do snowboard.

Daniel Dias foi indicado ao Laureus depois de faturar sete medalhas de ouro e uma de prata no Mundial de Natação Paralímpica. Além disso, venceu os oito eventos que disputou no Parapan de Toronto. Seus rivais na disputa pelo prêmio de melhor paradesportista são a francesa Marie Bochet, do esqui, a chinesa Liu Cuiqing, do atletismo, a cubana Omara Durand, também do atletismo, o sul-africano Pieter du Preez, do ciclismo e do atletismo, e Leung Yuk Wing, de Hong Kong, que compete na bocha.

ATLETAS DO ANO - Eleito o melhor atleta masculino em 2009, 2010 e 2013, o jamaicano Usain Bolt volta a concorrer ao prêmio após faturar três medalhas de ouro no Mundial de Atletismo. Ele terá adversários de peso, como o norte-americano Stephen Curry, campeão da última temporada da NBA, quando foi eleito o MVP.

O sérvio Novak Djokovic, que foi premiado em 2012 e 2015, concorre após ser campeão do Aberto da Austrália, de Wimbledon e do US Open, além de vice de Roland Garros no ano passado. Além disso, venceu seis torneios do Masters 1000.

Bicampeão consecutivo da Fórmula 1, Lewis Hamilton também foi indicado, assim como o argentino Lionel Messi, após vencer a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei pelo Barcelona. O outro indicado foi o norte-americano Jordan Spieth, que venceu dois Majors e se tornou o número 1 do mundo no ranking do golfe.

A disputa feminina envolverá as atletas Genzebe Dibaba, da Etiópia, e Shelly-Ann Fraser-Pryce, da Jamaica, a esquiadora austríaca Anna Fenninnger, além de três norte-americanas: a nadadora Katie Ledecky, a jogadora de futebol Carli Lloyd e a tenista Serena Williams. Dibaba ganhou o prêmio em 2015, enquanto Serena venceu em 2003 e 2010.

OUTROS PRÊMIOS - A seleção de rúgbi da Nova Zelândia, o Barcelona, o Golden State Warriors, a equipe britânica que venceu a Copa Davis, a Mercedes, que dominou a Fórmula 1 em 2015, e a seleção feminina de futebol dos Estados Unidos concorrem ao prêmio de equipe do ano.

O jogador de rúgbi neozelandês Dan Carter, a atleta Jessica Ennis-Hill, o surfista australiano Mick Fanning, o nadador norte-americano Michael Phelps, o atleta queniano David Rudisha e a esquiadora norte-americana Lindsey Vonn disputam o prêmio de melhor retorno.

Já os indicados ao prêmio de revelação esportiva do ano foram o boxeador britânico Tyson Fury, a seleção chilena de futebol, o nadador britânico Adam Peaty, o piloto de Fórmula 1 holandês Max Verstappen e os golfistas Jason Day, da Austrália, e Jordan Spieth, dos Estados Unidos.