26°
Máx
19°
Min

Público não terá acesso a velório no gramado da Arena Condá

Com a presença do presidente Michel Temer (PMDB) no velório coletivo dos mortos no acidente aéreo que levava jogadores da Chapecoense à Colômbia, o público não terá acesso ao gramado da Arena Condá, em Chapecó (SC), onde as urnas ficarão dispostas.

A assessoria do Chapecoense afirmou que a decisão foi tomada por "questões de segurança", e não só pela presença do peemedebista. Assim, os torcedores acompanharão, a princípio, o velório da arquibancada. Dois telões serão colocados do lado de fora.

Ainda sem horário definido, o velório pode começar na noite desta sexta (2) ou na manhã de sábado (3). Nesta quinta-feira (1º), o IML (Instituto Médico Legal) de Medellín, na Colômbia, confirmou que todas as 71 vítimas do acidente envolvendo o avião que transportava a delegação da Chapecoense foram identificadas.

Segundo a assessoria do clube, todos os corpos serão trazidos a Chapecó, onde haverá uma grande homenagem, e depois levados para suas cidades, se assim for o desejo dos familiares.

Quando os corpos chegarem, 45 minutos serão reservados aos familiares. Haverá cadeiras no gramado para eles. A expectativa é que 100 mil pessoas compareçam à cerimônia.