22°
Máx
16°
Min

Alemanha bate Irlanda do Norte e avança às oitavas da Euro como líder do Grupo C

Em um jogo no qual o placar de 1 a 0 não traduziu a enorme superioridade dos atuais campeões do mundo, a Alemanha venceu a Irlanda do Norte por 1 a 0, nesta terça-feira, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, e assegurou classificação às oitavas de final da Eurocopa como líder do Grupo C, com sete pontos.

Em outro duelo já encerrado nesta terça, a Polônia também foi aos sete pontos na chave ao bater a Ucrânia, também por 1 a 0, e avançar à próxima fase como vice-líder por ter um gol a menos de saldo do que os alemães. Este resultado eliminou os ucranianos, que não somaram nenhum ponto nesta edição da competição continental, mas os irlandeses, com três, ainda podem avançar como uma das quatro melhores terceiros colocados da fase de grupos.

Classificada, a Alemanha agora espera pela definição do seu próximo adversário, que será a terceira colocada do Grupo A, B ou F, segundo já prevê o emparceiramento prévio dos confrontos do primeiro mata-mata da competição continental. Este duelo a ser definido será disputado no próximo domingo.

O JOGO - Após vencer a Ucrânia por 2 a 0 na estreia e empatar por 0 a 0 com a Polônia na segunda rodada, a Alemanha entrou em campo precisando ganhar dos irlandeses para não depender do resultado do confronto entre poloneses e ucranianos. E desde o início foi arrasadora, embora tenha feito apenas um gol em toda a partida.

A blitz ofensiva alemã começou aos 7 minutos, quando Thomas Müller recebeu ótimo passe de Özil e, na cara do gol, chutou em cima do goleiro. Em seguida, aos 10, foi a vez de Özil receber em ótimas condições para marcar, mas pegar mal na bola dentro da grande área e permitir a defesa do goleiro McGovern, que já aos 11 também impediu a abertura do placar em ótima intervenção em finalização de Mario Götze.

Com apenas um homem à frente e congestionando o meio-campo com o seu esquema 4-5-1, a Irlanda sofria para conter os avanços dos alemães, que ficaram novamente perto de marcar aos 22 minutos. Após passe do lateral Kimmich, Mario Gómez ajeitou de peito e Müller entrou chutando cruzado, com perigo, à direita do goleiro adversário.

Acuada, a Irlanda só foi "tirar o sono" de Neuer aos 25 minutos, em chute de fora da área de Ward que o goleiro defendeu com facilidade, em sua primeira intervenção no jogo.

E a Alemanha seguiu pressionando os irlandeses de forma intensa e quase marcou novamente aos 26. Após cruzamento de Kimmich, Müller deu um peixinho para cabecear no primeiro pau e acertou a trave esquerda do goleiro irlandês.

Aos 28 minutos, porém, não teve apelo. Özil recebeu na intermediária e tocou para Müller, que trocou passes com Mario Gómez e invadiu a área. Livre na cara do goleiro, não foi egoísta e rolou para trás para Gómez chutar para o gol: 1 a 0.

A Irlanda, por sua vez, seguia no lucro com o placar adverso mínimo, pois já aos 33 minutos Müller acertou o travessão ao finalizar de primeira um cruzamento da esquerda e, no minuto seguinte, Khedira também quase balançou as redes.

A Alemanha não cansava de perder gols e desperdiçou outra ótima oportunidade de ampliar aos 40 minutos, quando Özil tocou na esquerda para Mario Gómez, livre, pegar mal na bola e chutar em cima do goleiro irlandês.

Na etapa final, o panorama seguiu o mesmo, com a Alemanha buscando o ataque e perdendo gols, sendo o primeiro deles já aos 6 minutos, com Götze parando mais uma vez em McGovern, um minuto antes de desperdiçar ótima oportunidade, desta vez da pequena área.

Em tarde infeliz, Götze acabou sacado pouco depois para a entrada de Schürrle, aos 10, pouco antes de o goleiro irlandês parar Khedira em finalização de fora da área e Gómez não ser feliz no rebote ao chutar para fora.

Com limitações técnicas evidentes, a Irlanda não conseguia chegar ao gol alemão e de nada adiantaram as entradas dos atacantes Magennis, McGinn e Lafferty no decorrer da etapa final. Para piorar, o país seguia sofrendo com as investidas dos alemães, que por pouco não voltaram a marcar aos 36 minutos, com Gómez finalizando de cabeça um cruzamento de Kimmich que parou em nova boa defesa de McGovern.

Höwedes e Schweinsteiger ainda entraram na equipe alemã, substituindo respectivamente Boateng e Khedira, e ajudaram a administrar o placar de 1 a 0 em um momento no qual os campeões mundiais começaram a poupar gás diante de um rival muito fraco e com nenhuma inspiração ofensiva.

FICHA TÉCNICA

IRLANDA DO NORTE 0 X 1 ALEMANHA

IRLANDA DO NORTE - McGovern; Hughes, Cathcart, McAuley e Jonny Evans; Norwood, Corry Evans (McGinn), Jamie Ward (Magennis), Steven Davis e Dallas; Conor Washington (Lafferty). Técnico: Michael O'Neill.

ALEMANHA - Neuer; Kimmich, Jérôme Boateng (Höwedes), Hummels e Jonas Hector; Kroos,

Khedira (Schweinsteiger), Özil e Mario Götze (Schürrle); Thomas Müller e Mario Gomez. Técnico: Joachim Löw.

GOL - Mario Gomez, aos 28 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Clément Turpin (FRA).

PÚBLICO - Cerca de 50 mil espectadores.

LOCAL - Estádio Parque dos Príncipes, em Paris (FRA).