24°
Máx
17°
Min

Alemanha reencontra bom futebol e goleia a Itália em amistoso

A seleção alemã entrou em campo nesta terça-feira querendo provar que ainda é a mesma que conquistou o título da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. E depois de exibições bem abaixo da média, o país finalmente voltou a convencer. Diante de sua torcida em Munique, não teve qualquer trabalho para atropelar a Itália por 4 a 1 em partida amistosa de preparação para a Eurocopa deste ano.

O resultado diminuiu os questionamentos sobre a força da seleção alemã, que já vinham desde o fim da Copa do Mundo do ano retrasado. De lá para cá, a equipe havia perdido seis das 16 partidas que disputou, inclusive no último sábado diante da Inglaterra, quando caiu por 3 a 2 em amistoso após abrir 2 a 0 de frente.

Só que nesta terça, a Alemanha mostrou um futebol que há tempos estava escondido. Sufocou o adversário desde os primeiros momentos, manteve-se no campo de ataque e não demorou para marcar o primeiro gol. Aos 23 minutos, Thomas Müller cruzou da direita, a defesa tentou afastar mas a sobra ficou na meia-lua para Kroos, que bateu colocado, rasteiro, sem chance para Buffon.

Müller era o dono do jogo na primeira etapa e comandava as ações ofensivas dos anfitriões. Aos 27, quase marcou em chute de fora que Buffon desviou para impedir o segundo. Já aos 44, recebeu na intermediária e lançou com precisão para Götze, que desviou de cabeça no canto esquerdo do goleiro e ampliou.

Totalmente dominada na etapa inicial, a Itália voltou do intervalo bem mais ofensiva, disposta a ir ao menos em busca do empate. E assustou logo aos dois minutos, quando Montolivo recebeu ótimo lançamento de Insigne pela direita, invadiu a área e tocou para fora.

Só que a postura ofensiva dos italianos abriu espaços na defesa, e a Alemanha soube aproveitar. Aos 13 minutos, Draxler puxou rápido contra-ataque, tabelou pelo lado esquerdo, driblou seu marcador e rolou no meio para Hector, que só teve o trabalho de rolar para o gol vazio.

O terceiro gol minguou a reação da Itália e a Alemanha aproveitou para transformar a vitória em goleada. Aos 28 minutos, Bernardeschi tentou interceptar longo lançamento, errou e deixou Rudy invadir a área sozinho. O lateral driblou Buffon e foi derrubado. O árbitro marcou pênalti, que Özil bateu para ampliar. Ainda deu tempo para El Shaarawy, em chute desviado de fora da área, diminuir, mas o placar ficou nisso.