28°
Máx
17°
Min

Alvo da torcida, Wallace pede para sair do Flamengo a deixa concentração

Capitão do Flamengo até o mês passado, Wallace não veste mais a camisa do clube. O defensor avisou a diretoria de que pretende ser negociado e inclusive deixou a concentração do clube rubro-negro na noite de sexta-feira, na véspera da estreia no Brasileirão diante do Sport. O jogo será neste sábado à tarde, em Volta Redonda.

Em breve nota, o Flamengo explicou que Wallace "comunicou, após o jantar, que não atuará mais pelo clube". "O jogador deixou a concentração na noite desta sexta-feira rumo ao Rio de Janeiro", completa o breve comunicado postado pelo Flamengo nas redes sociais. A delegação já estava em Volta Redonda.

Wallace vinha sendo bastante criticado pela torcida por suas atuações já desde o segundo semestre do ano passado. Com a confiança do técnico Muricy Ramalho, porém, seguiu como capitão do time.

Na semifinal do Campeonato Carioca diante do Vasco, em Manaus, causou polêmica ao passar reto pelas crianças que aguardavam o time no túnel que dá acesso ao campo para entrar correndo no gramado com uma bandeira rubro-negra, puxando o time. O vídeo viralizou na internet e complicou ainda mais a situação do jogador.

As críticas passaram a ser tantas que Wallace avisou ao técnico Muricy Ramalho que estava abdicando da braçadeira de capitão, alegando perseguição da torcida. Diante do Fortaleza, pela Copa do Brasil, já não foi mais o líder do time em campo.

Especula-se que Wallace seja emprestado para o Grêmio, que tenta reforçar o elenco. Na ausência do antigo titular, Muricy Ramalho deve promover o garoto Léo Duarte ao posto de companheiro de zaga de Juan.