27°
Máx
13°
Min

América-MG abre 2 a 0, toma gol no fim e decisão contra Atlético-MG fica aberta

(Foto: Divulgação)  - América-MG abre 2 a 0, toma gol no fim e decisão contra Atlético-MG fica aberta
(Foto: Divulgação)

Um gol de Lucas Pratto, aos 49 minutos do segundo tempo, pode ter mudado os rumos da luta pelo título do Campeonato Mineiro. Neste domingo, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela primeira partida da final, o América-MG derrotava o Atlético por 2 a 0 e abria uma boa vantagem para a volta quando o centroavante argentino marcou o gol que fechou o placar em 2 a 1 e deixou a disputa totalmente aberta. Antes, Robinho perdeu uma cobrança de pênalti - defendida pelo goleiro João Ricardo.

No próximo domingo, o duelo será no estádio do Mineirão, também em Belo Horizonte. O América-MG terá a vantagem do empate, mas por ter feito melhor campanha na competição, qualquer vitória sara o título ao Atlético, que busca a sua 44.ª conquista estadual da história. O rival, que eliminou o Cruzeiro nas semifinais, quer acabar com um jejum de 15 anos e ganhar a sua 16.ª taça.

Para conseguir a vitória na primeira partida da final, o América-MG contou com o oportunismo e habilidade de um jogador reserva. Logo aos 16 minutos de jogo, Tiago Luís passou e foi substituído pelo lateral-esquerdo Danilo, que jogou improvisado de meia e foi o autor de dois bonitos gols.

Aos 33 minutos, Rafael Bastos desviou a bola após cruzamento da direita e a bola sobrou para Danilo na entrada da área. Ele puxou para o meio, dando um corte no lateral-direito Marcos Rocha e chutou forte para superar o goleiro Victor e fazer 1 a 0.

Na segunda etapa, Danilo apareceu de novo. Aos cinco minutos, ele recebeu na esquerda, na entrada da área, dominou e chutou cruzado. A bola desviou de leve em Marcos Rocha e Victor não conseguiu defender. Com a vantagem de 2 a 0 no placar, a situação do América-MG na decisão estava boa, mas tudo mudou no final.

O Atlético foi para cima e criou chances para diminuir. Hyuri quase marcou de cabeça aos 27 minutos, mas João Ricardo fez grande defesa. Aos 36, novamente Hyuri teve a oportunidade - desta vez, chegou atrasado depois de um toque de Lucas Pratto. Aí veio o que parecia ser a chance derradeira no pênalti batido por Robinho, aos 45, mas novamente João Ricardo defendeu.

Como no velho ditado do futebol em que o jogo só termina quando o árbitro apita, o Atlético teve forças para mais um ataque, aos 49 minutos. Desta vez Lucas Pratto venceu João Ricardo e marcou o importante gol atleticano para manter a disputa pelo título mineiro totalmente aberta.