27°
Máx
13°
Min

América vence Cruzeiro por 2 a 0 e fica mais perto da decisão do Mineiro

O América venceu o Cruzeiro por 2 a 0 neste sábado, no estádio Independência, e deu um importante passo rumo à decisão do Campeonato Mineiro. Agora, o time do técnico Givanildo Oliveira tem a vantagem de perder por um gol de diferença no domingo do próximo dia 24, no Mineirão, que garante um lugar na final. A vantagem de dois resultados iguais pertence à equipe celeste.

O primeiro jogo da outra semifinal da competição acontecerá neste domingo, às 16 horas, em Patos de Minas, no duelo entre URT e Atlético-MG. A equipe alvinegra se classifica com dois empates e deve entrar em campo com força máxima.

No jogo deste sábado, o Cruzeiro, dono da melhor campanha na primeira fase, começou melhor. Lucas Romero arriscou a primeira com perigo. Pouco depois, Rafael Silva desviou cruzamento de cabeça e João Ricardo fez boa defesa.

O América-MG contava com a estreia do atacante Borges, que entre 2012 e 2014 defendeu o Cruzeiro. No entanto, tinha dificuldades para chegar ao ataque, com o time recuado demais. Os únicos momentos de perigo vinham em jogadas de bola parada. Aos 22, o Cruzeiro chegou a abrir o marcador após cabeceio de Rafael Silva, mas o atacante estava em posição irregular.

Na parte final do primeiro tempo, o Cruzeiro diminuiu um pouco o ritmo e o América aproveitou para se arriscar um pouco mais. Aos 42, após cobrança de falta da intermediária, Sueliton desviou de cabeça, a zaga do Cruzeiro ficou perdida e Adalberto completou para as redes.

O América voltou melhor para os 45 minutos finais e teve duas boas chances de ampliar logo no início. Primeiro Fabio fez duas grandes defesas na mesma jogada ao salvar chutes de Rafael Bastos e Bryan. Em seguida, Tiago Luis acertou chute na trave.

O Cruzeiro passou a encontrar dificuldades de chegar ao gol adversário e não conseguiu evitar o segundo do América, aos 30. Pablo arrancou no contra-ataque e tocou para Victor Rangel, em posição irregular, fazer o segundo do time na partida e acabar com uma série invicta do adversário que tinha nove vitórias e dois empates na competição.