23°
Máx
12°
Min

Aos olhos de 917 'testemunhas', Flu e Coritiba ficam no 0 a 0

A nota enviada anteriormente continha um erro no título. Segue a versão corrigida:

A pressão por uma vitória em nada contribuiu para Fluminense e Coritiba, que empatam sem gols em um jogo para apenas 917 pagantes no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). Foi o segundo pior público do campeonato - com 883 pagantes, Botafogo e América-MG possuem a marca negativa. Os dois times permanecem em situação complicada na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, principalmente o time paranaense, que pode terminar a 13ª rodada na zona do rebaixamento.

Com o ponto conquistado, o Fluminense permanece na 12ª posição, agora com 17 pontos. Já o Coritiba pulou para a 15ª colocação, com 14, mas pode cair três degraus, caso Figueirense, Sport e Botafogo vençam neste domingo.

O fraco jogo em Volta Redonda teve um Fluminense com superioridade no primeiro tempo, com chances claras de gol. O problema era a pontaria. Com Gustavo Scarpa livre para organizar o jogo e mais recuado com a entrada de Dudu no lugar de Cícero, o time tricolor viu o meia encontrar Henrique na área. O defensor cabeceou na trave. Aos 19, foi a vez de Dudu chutar forte e ver Wilson fazer boa defesa.

Tudo girava em torno de Scarpa. Aos 26, o meia lançou Magno Alves, que passou para Wellington Silva perder o gol. Ainda no primeiro tempo, nova chance. Cruzamento na área, Henrique cabeceou e Wilson fez mais uma boa intervenção. No rebote, Magno Alves desperdiçou a chance de abrir o placar.

A superioridade tricolor não se repetiu no segundo tempo. O jogo ficou mais travado, com o Coritiba diminuindo o espaço para o adversário. Sem hesitar, Levir não demorou para fazer duas substituições, uma delas com a entrada de Richarlison. Após resolver o problema na defesa, o técnico Pachequinho passou a buscar o ataque e colocou o turco Kazim na partida.

Só a bola parada poderia salvar o Fluminense. Aos 31, Edson desviou de cabeça, mas Wellington Silva chegou atrasado. Aos 37, Scarpa levantou na área, ninguém desviou e a bola quase surpreendeu Wilson. Aos 41, Kleber teve a grande chance da partida. Após boa jogada de Dodô pela direita, o atacante recebeu na área, mas finalizou para fora.

Na base do desespero, os times se lançaram ao ataque nos minutos finais, mas sem qualidade para tirar o zero do placar.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 0 x 0 CORITIBA

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Edson, Dudu (Maranhão) e Gustavo Scarpa; Osvaldo (Samuel) e Magno Alves (Richarlison). Técnico: Levir Culpi.

CORITIBA - Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; Fabio Braga (Alan Santos), João Paulo, Juan e Felipe Amorim (Vinicius); Kléber e Leandro (Kazim). Técnico: Pachequinho.

CARTÕES AMARELOS - Pierre (Fluminense); Carlinhos e Luccas Claro (Coritiba).

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS).

RENDA - R$ 22.630,00.

PÚBLICO - 917 pagantes (1.826 no total).

LOCAL - Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).