23°
Máx
12°
Min

Após 4º vice, Messi anuncia que não jogará mais pela Argentina

(Foto: Divulgação)  - Após 4º vice, Messi anuncia que não jogará mais pela Argentina
(Foto: Divulgação)

Após a quarta derrota em finais pela Argentina, o craque Lionel Messi anunciou, na zona mista do estádio em Nova Jersey, que não jogará mais pela seleção do seu país. A seleção argentina acaba de ser batida pelo Chile nos pênaltis, na decisão da Copa América Centenário, nos Estados Unidos. Messi foi um dos que desperdiçou penalidade nas cobranças decisivas, após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação.

"É um momento duro para analisar. A primeira coisa que vem na minha é o que está acontecendo. Para mim, acabou-se a seleção. Foram quatro finais. Tentei o máximo, era o que mais desejava (ser campeão pela Argentina). É o que sinto agora, o que penso. É uma tristeza muito grande. Me tocou demais errar o pênalti", respondeu o camisa 10.

Na primeira cobrança chilena, Romero defendeu a batida de Arturo Vidal. Messi, então, teria a chance de abrir o placar e colocar a seleção de Tata Martino na liderança. No entanto, chutou por cima do gol e o placar seguiu inalterado. Na quarta cobrança, Claudio Bravo defendeu a tentativa de Biglia e Silva confirmou o bicampeonato chileno.

"É pelo bem de todos, por mim e por todo mundo. Muitos desejam isso. Não se conformam em chegar à final (e não vencer), e tampouco nós jogadores. Perdemos mais uma nos pênaltis. Minha cobrança me deixa muito bravo porque (se o convertesse) faria muita diferença. Tenho muita tristeza", completou Messi.

A final deste domingo nos Estados Unidos foi a quarta perdida por Messi com a seleção argentina. Anteriormente, caiu também diante do Chile na Copa América de 2015 e para o Brasil, em 2007. No ano passado, não conseguiu superar a Alemanha na final da Copa do Mundo, no Maracanã. Se ainda não conquistou um título pela seleção principal, Messi foi medalha de ouro em Pequim-2008, a segunda do país no futebol em Jogos Olímpicos.

A seleção argentina não conquista um título há 23 anos. A última taça levantada foi na Copa América de 1993, disputada no Equador. O título confirmou o bicampeonato continental, já que também levou a edição de 1991, no Chile. Desde então, a albiceleste participou de 16 torneios oficiais, chegou em sete finais e perdeu todas. Três delas foram diante do Brasil (Copas América de 2004 e 2007 e Copa das Confederações de 2005).

Na última quarta-feira, no dia seguinte à confirmação da vaga da Argentina na final e horas antes do Chile vencer a Colômbia na outra semifinal, Diego Maradona colocou pressão nos jogadores. Em programa especial em comemoração aos 30 anos do gol com a "mão de Deus", o "Pibe" afirmou que "claro que vamos ganhar domingo. E se não ganharmos, que os jogadores nem voltem (ao país)". Maradona comandou Messi na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Na ocasião, a seleção foi derrotada por 4 a 0 para Alemanha ainda nas quartas de final.