26°
Máx
19°
Min

Após empate, Levir diz que se reunirá com presidente para pedir demissão do Flu

Depois de ver o Fluminense decepcionar ao empatar por 1 a 1 com o Ypiranga-RS, em Volta Redonda, na noite desta quarta-feira, em Volta Redonda (RJ), pelo duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Levir Culpi confirmou que irá se reunir nesta quinta com o presidente do clube carioca, Peter Siemsen, para pedir demissão do seu cargo.

O comandante antecipou a sua provável saída na entrevista coletiva na qual admitiu que não está conseguindo fazer a equipe engrenar no Campeonato Brasileiro e agora também na Copa do Brasil, onde o time não conseguiu vencer o modesto Ypiranga aos olhos de apenas 492 pagantes no estádio Raulino Oliveira.

"O resultado foi péssimo. A reação tem sido demorada. Há um impacto negativo grande sobre atletas, comissão técnica, torcida e diretoria em qualquer resultado negativo, em qualquer situação ruim. Se eu não conseguir controlar essa atmosfera, é melhor conversar e resolver meu caminho", afirmou o treinador, para em seguida confirmar a um repórter que, de fato, está com a intenção de pedir demissão em reunião com Peter Siemsen nesta quinta-feira.

Levir ainda fez questão de enfatizar que o maior culpado pelo momento ruim do Fluminense é ele próprio, apesar das limitações técnicas da equipe e do fato de neste ano a equipe não poder utilizar o Maracanã ou o Engenhão em jogos como mandante. "A responsabilidade é nossa. E, acima de todos, é minha. Não me sinto muito bem nesse momento. Pretendo ter uma conversa amanhã (nesta quinta) com o Peter sobre a minha permanência ou não. A forma como foi o jogo, principalmente no primeiro tempo, sobre o que eu pretendo de time, e o que conversamos, não aconteceu nada do que queríamos. Talvez o problema seja eu, quero conversar amanhã para resolver", avisou.

O Fluminense ganhou apenas um dos últimos seis jogos que disputou, sendo que o confronto de volta com o Ypiranga, em Erechim, está marcado para o próximo dia 27. Já o desafio seguinte da equipe no Brasileirão, no qual ocupa a 12ª posição, será o Vitória, domingo, às 19h30, no Barradão, em Salvador. E provavelmente já sem Levir à frente do time tricolor.