23°
Máx
12°
Min

Após empate na estreia pelo Atlético-MG, Marcelo Oliveira elogia atuação do time

Após ser eliminado pelo São Paulo na Copa Libertadores, na última quarta-feira, o Atlético-MG trocou o técnico uruguaio Diego Aguirre por Marcelo Oliveira. O novo treinador teve apenas um dia para treinar o time e estreou com um empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, neste domingo, na Arena da Baixada, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, a equipe mineira jogou bem e precisa de poucos ajustes.

"Gostei bastante. A gente percebe que tem alguns detalhes, alguns ajustes na parte técnica, principalmente na jogada final. A equipe chegava muito bem, rodava a bola, mas, na hora da finalização, da última jogada, pecamos um pouco. Tivemos 23 finalizações contra oito do adversário e também tivemos mais posse de bola. É difícil jogar aqui e o adversário fez um gol muito rápido, mas não nos abatemos", disse Marcelo.

Apesar de ter aprovado o desempenho da equipe, o treinador não escondeu a frustração por não ter saído com a vitória. "Saio com dois sentimentos. O primeiro é animador, o time gira bem a bola e tem comprometimento. E o outro, um pouco amargo pelo resultado. Mas é assim, temos que estar acostumados às circunstâncias do futebol", acrescentou.

Marcelo Oliveira espera manter os pontos positivos do time e melhorar alguns aspectos, para poder brigar pelo título do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso da equipe será na quinta-feira, em casa, diante do Grêmio.

"A Libertadores já passou e não adianta mais, tem que servir como lição, ensinamento e experiência que possa agregar. É foco total no Brasileiro, que é difícil mas é possível pela combinação de coisas boas que o Atlético tem", finalizou.