27°
Máx
13°
Min

Após pressão, São Paulo anuncia rompimento com torcidas organizadas

(Foto: Divulgação/São Paulo) - Após pressão, São Paulo anuncia rompimento com torcidas organizadas
(Foto: Divulgação/São Paulo)

O São Paulo anunciou nesta sexta-feira que vai romper relação com as torcidas organizadas. O clube publicou nota oficial para comunicar que tomou a decisão após a briga do lado de fora do Morumbi ao fim da partida de quarta-feira, pela Copa Libertadores, quando um conflito iniciado por membros da Independente, a principal facção, e a Polícia Militar, resultou em três pessoas feridas e outras dez detidas.

O tumulto levou o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, a repensar a possibilidade de encerrar a ligação com as organizadas, entre elas a Independente e a Dragões da Real. A diretoria já admitiu que mantinha uma relação próxima com a agremiação, com a doação de ingressos para as partidas e a ajuda financeira para desfiles de carnaval - a Dragões está no Grupo Especial.

"O São Paulo não vai manter mais nenhum tipo de relação com as torcidas organizadas, em qualquer aspecto. Por fim, fará todos os esforços ao seu alcance, junto com as autoridades competentes, para assegurar que cenas lamentáveis como aquelas não se repitam, em respeito à história do clube e à paixão dos torcedores", diz o comunicado da diretoria.

A confusão na quarta-feira teve início, segundo a Polícia Militar, quando membros da Torcida Independente que estavam do lado de fora do estádio começaram a roubar vendedores ambulantes. Logo depois, o alvo foram torcedores comuns que deixavam o Morumbi depois da derrota por 2 a 0 para o Atlético Nacional. A PM reagiu com bombas de gás e tiros de balas de borracha.

Nesta sexta-feira, em nota, o São Paulo manifestou "seu veemente repúdio aos episódios de violência ocorridos no entorno do Morumbi", que, para o clube, "deixam evidente a associação entre os atos lamentáveis e membros identificados como participantes de torcidas organizadas".

A diretoria diz saber que "parte expressiva destes agrupamentos de torcedores é constituída de cidadãos bem intencionados", mas que "não compactua, em hipótese alguma, com o comportamento de uma minoria". "Nossa intenção é sempre prestigiar o verdadeiro torcedor, apaixonado pelo clube, que merece todo respeito", afirma o São Paulo.