22°
Máx
14°
Min

Após Santos e Atlético-PR, Esporte Interativo também fecha com o Inter

O Internacional é o segundo dos grandes clubes do País a romper com a Globo e assinar contrato de cessão de direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro em canal fechado do grupo Turner, proprietário do canal Esporte Interativo. Antes, também o Santos havia optado por esse caminho. Atlético-PR, Bahia, Ceará e Paysandu fazem parte do mesmo grupo, ainda que só o clube paranaense esteja na Série A.

O acordo do Inter com o Esporte Interativo foi aprovado na noite de segunda-feira pelo conselho deliberativo do clube gaúcho e vale a partir de 2019. Diferente do Santos, que assinou por seis anos, o Inter firmou contrato por apenas dois, com a possibilidade de renovação por mais quatro. Isso só pode acontecer, entretanto, após parecer do conselho fiscal.

Pelo contrato de dois anos, o Internacional vai receber R$ 13 milhões em luvas. Caso o acordo seja estendido para seis anos, o clube gaúcho terá direito a R$ 40 milhões, mesma proposta que o Esporte Interativo havia feito ao São Paulo. O clube tricolor, entretanto, optou por renovar com o SporTV, recebendo R$ 60 milhões em luvas.

Em 2019 vence o atual contrato da Globo com os clubes que disputam o Brasileirão. A emissora carioca negocia a renovação de um pacote que inclui tevê aberta, tevê fechada, pay per view, exploração internacional, telefonia móvel e internet. A Turner entrou na disputa oferecendo adquirir apenas os direitos sobre a tevê fechada.

Além do São Paulo, o SporTV teria conseguido a renovação com Corinthians, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro, Atlético-MG e Fluminense. Já o Esporte Interativo tem acordo com Santos, Inter, Paysandu, Ceará, Atlético-PR e Bahia.

Caso uma solução não seja encontrada até 2019, a transmissão do Brasileiro pode ficar caótica. Apenas os jogos entre equipes que assinaram com o SporTV seriam transmitidos por este canal, o mesmo valendo para o Esporte Interativo. Partidas entre times que têm contratos com emissoras diferentes ficaram sem transmissão em tevê fechada. Por enquanto, além do Santos, também Bahia e Atlético-PR já assinaram com o Esporte Interativo. O Grêmio, por outro lado, recusou oficialmente a oferta da Turner.

Para a tevê aberta, as três próximas edições do Brasileirão estão garantidas com a Globo. Até agora nenhuma emissora concorrente demonstrou interesse real em adquirir esses direitos.