22°
Máx
17°
Min

Após ser alvo de protestos, Anderson comanda vitória do Inter sobre Novo Hamburgo

O Internacional encontrou a redenção para uma difícil semana neste sábado e venceu o Novo Hamburgo por 4 a 2, no estádio Beira-Rio, em partida válida pela 11.ª rodada do Campeonato Gaúcho. Alvo de protestos na última sexta-feira, após a eliminação na Liga Sul-Minas-Rio diante do Fluminense, o meia Anderson chamou a responsabilidade e respondeu à torcida com bola na rede e assistência na partida.

A vitória foi a primeira do Inter no mês, já que o último triunfo havia acontecido contra o Juventude, no dia 28 de fevereiro. Com o resultado, o Inter foi a 20 pontos no Campeonato Gaúcho e assumiu a quarta posição. O Novo Hamburgo, por sua vez, estacionou nos 12 pontos, no sétimo lugar.

Melhor em campo, o Inter chegou com perigo pela primeira vez aos 19 minutos, quando Marquinhos recebeu de Anderson e exigiu boa defesa do goleiro Bruno Fuso. Mas, aos 26, a dupla não decepcionou. O atacante encontrou o meia, que tocou para Eduardo Sasha e o artilheiro mandou para as redes.

Dez minutos mais tarde, Vitinho cobrou escanteio pelo lado direito com muito veneno, colocando a bola na marca do pênalti. O zagueiro Paulão subiu mais que todo mundo e cabeceou no canto direito para ampliar.

Aos 39 minutos, o Novo Hamburgo contou com uma falha do goleiro do Inter para descontar. Kiros cobrou falta de longe com chute forte, a bola bateu no peito de Muriel e sobrou para Anderson Paraíba completar para o gol.

Na segunda etapa aconteceu o gol para coroar a boa atuação de Anderson. O meia, que havia sido vaiado na entrada em campo, estava prestes a ser substituído quando recebeu de Artur na entrada da área e chutou de perna canhota para fazer 3 a 1.

Após entrar no lugar de Anderson, Alex foi decisivo para o quarto gol colorado. Aos 29 minutos, o jogador foi derrubado na grande área, e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, Vitinho bateu firme e correu para o abraço.

Novamente em uma falha de Muriel, o Novo Hamburgo deu números finais ao marcador aos 33 minutos do segundo tempo. Robinho cobrou falta pelo lado direito com chute fechado, no cantinho, e o goleiro aceitou.

Agora o Inter tem cinco dias para se preparar antes da partida contra o Brasil de Pelotas, novamente em casa, às 19h30 da próxima quinta-feira. Um dia antes, o Novo Hamburgo encara o Juventude, às 20h30, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.