22°
Máx
14°
Min

Após série de maus resultados, Valencia demite o técnico Gary Neville

Durou pouco menos de quatro meses a primeira experiência do ex-lateral Gary Neville como treinador de futebol. Nesta quarta-feira, o Valencia anunciou a demissão do técnico inglês que havia sido contratado no início de dezembro, após uma série de maus resultados durante este curto período.

A passagem de Neville pelo Valencia definitivamente não foi como o clube e o treinador esperavam. Em 28 partidas, o técnico levou o time a somente 10 vitórias, com sete empates e 11 derrotas. No Campeonato Espanhol, foram nove partidas sem resultados positivos até que o treinador finalmente conquistasse seu primeiro triunfo, somente em fevereiro.

Por conta destes resultados, a demissão de Neville era considerada questão de tempo. O que surpreendeu foi o momento em que ela aconteceu. A diretoria do Valencia decidiu sacar o treinador somente três dias antes do duelo diante do Las Palmas, fora de casa, pelo Campeonato Espanhol, e após dez dias de paralisação no calendário do clube por causa das datas Fifa.

"Depois de analisar com cuidado a situação esportiva, o clube decidiu realizar esta mudança buscando o melhor interesse para o Valencia, tendo em vista o fim da atual temporada. O clube agradece o trabalho de Gary Neville e lhe deseja maior sorte no futuro", disse o Valencia em comunicado.

Neville assumiu o time na nona colocação do Campeonato Espanhol e o entrega na 12.ª, com 34 pontos, seis acima da zona de rebaixamento. Foi a primeira experiência dele como treinador, após uma longa carreira de quase 19 anos de sucesso como lateral do Manchester United. Ele também é auxiliar-técnico de Roy Hodgson na seleção inglesa.

Sem Neville, o Valencia agiu rápido e confirmou Pako Ayestarán, auxiliar do inglês, como novo técnico até o fim da temporada. O espanhol de 53 anos tem longa história no clube, onde trabalhou de 2001 a 2004 como auxiliar de Rafa Benítez e ajudou nas conquistas dos Campeonato Espanhóis de 2001/2002 e 2003/2004, além da Copa da Uefa de 2003/2004.