27°
Máx
13°
Min

Após sugerir jogo na segunda, Palmeiras espera bom público contra o São Bernardo

A realização de um jogo em uma pouco usual segunda-feira, às 21 horas, foi uma sugestão dada pelo presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. O time enfrentará o São Bernardo no Allianz Parque no começo da semana que vem, em duelo válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O dirigente acredita que, dentro das circunstâncias, a data acabou sendo benéfica para o clube.

"Era o horário que tinha. Foi a forma que a federação conseguiu para colocar os quatro jogos, já que teremos manifestações no domingo. Por uma questão de segurança e também pelo fato de atuarmos na quinta-feira, achei que foi um bom horário", disse Nobre, após a reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol, nesta segunda-feira.

O palmeirense assegurou que o jogo no domingo não chegou a ser cogitado e que a ideia da partida ser na segunda-feira partiu do clube. "Já chegamos e tinha essa data sugerida. Achamos que faria sentido pela circunstância", explicou.

Embora tenha aprovado, Nobre acredita que no final de semana o estádio teria mais chance de estar lotado e facilitaria a vida do torcedor. "No final de semana você dá mais acesso para a torcida, mas em jogos importantes a gente sempre enche a arena e acho que não será diferente".

Antes de enfrentar o São Bernardo, o Palmeiras tem pela frente o River Plate, do Uruguai, pela Copa Libertadores, na próxima quinta-feira. Nobre não acredita que o resultado do meio da semana possa interferir no público na partida pelo Estadual. "São duas competições independentes e estamos vivos nas duas. O palmeirense vai prestigiar as duas datas", projetou.

Após o anúncio das datas dos jogos do Paulistão, também foram confirmadas as partidas que serão transmitidas pela TV e o Palmeiras será exibido apenas no sistema de Pay-per-view, algo que desagradou muitos torcedores que protestaram nas redes sociais.

"Isso faz parte, mas por outro lado, o Palmeiras ganha muito dinheiro no Pay-per-view e para sustentar um time como o Palmeiras, precisamos de dinheiro e isso faz parte", disse o presidente palmeirense.

O adversário de segunda-feira, o São Bernardo, admite ser o azarão do confronto. "É o jogo da nossa vida e a responsabilidade é toda do Palmeiras. Vamos trabalhar para conseguir o melhor resultado, mas é claro que o Palmeiras é o grande favorito", disse Luiz Fernando Teixeira, presidente do time da Grande São Paulo.