22°
Máx
17°
Min

Árbitro muda súmula do Fla-Flu e relata confusão, mas não cita inspetor

Sandro Meira Ricci fez uma retificação na súmula do clássico entre Fluminense e Flamengo, que teve o seu resultado preventivamente suspenso pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Em documento disponibilizado no site oficial da CBF, o árbitro decidiu informar que houve uma invasão de membros das duas equipes ao campo do Raulino de Oliveira após a anulação do gol do zagueiro Henrique. No entanto, o inspetor, que teria informado sobre o impedimento do jogador do Fluminense, não é citado.

"Informo que durante o tempo em que o jogo ficou paralisado, vários jogadores suplentes e membros da comissão técnica de ambas as equipes adentraram o campo de jogo, sob forte emoção, para pedir que a decisão da arbitragem fosse favorável às suas respectivas equipes. Diante da importante decisão de anular ou não um gol e da necessidade de esperasse que o ânimo de todos se acalmasse para que a arbitragem pudesse comunicar sua decisão com tranquilidade, considero que as reações foram aceitáveis para a situação, motivo pelo qual não houve necessidade de ações disciplinares", diz Ricci.

Na correção da súmula, o árbitro também aproveitou para mudar o relato do tempo de paralisação durante toda a confusão, que passou de dez para 12 minutos.

Na primeira versão da súmula, Sandro Meira Ricci afirmou que "nada houve de anormal" no polêmico clássico, válido pela 30ª rodada do Brasileirão, disputado na última quinta-feira.

A partida foi marcada por um momento de grande confusão da arbitragem, que também contou com os assistentes Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse. Todos pertencem ao quadro da Fifa e representaram o Brasil na Copa do Mundo de 2014.

Alegando interferência externa, o Fluminense entrou com o pedido de anulação do jogo no STJD nesta segunda-feira. O presidente do tribunal, Ronaldo Piacenti, confirmou que até o julgamento, o placar de 2 a 1 para o Flamengo não pode ser contabilizado na tabela do Campeonato Brasileiro.

"Terá um asterisco (na tabela). Na verdade, o resultado não foi homologado e aguarda a decisão do pleno do STJD", explicou o presidente do STJD, Ronaldo Piacenti, em entrevista à Rádio CBN. Com o resultado, o Flamengo passa a ter 57 pontos, ainda na vice-liderança do Brasileirão.