28°
Máx
17°
Min

Árbitro relata agressões em jogo do PSTC

(foto: Mike Okano/Rede Massa) - Árbitro relata agressões em jogo do PSTC
(foto: Mike Okano/Rede Massa)

O árbitro Felipe Gomes da Silva, que comandou a partida entre PSTC e Paraná Clube, relatou agressões sofridas pelo trio nos vestiários do estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio, após o empate por 0 a 0 na tarde de domingo (27).

Na súmula da partida, o árbitro já reclama das instalações do estádio no campo de “condições”, ao dizer que foi preciso passar pelo meio da torcida para ir até o vestiário, que além de tudo tem “pouco espaço”.

O pior e mais grave, no entanto, vem em um documento anexado à súmula, em que Felipe Gomes da Silva descreve agressões sofridas pelo trio de arbitragem após o término da partida.

"Um grupo de torcedores do PSTC veio da área externa do estádio, invadindo, através de um portão que estava aberto, a área que dá acesso à entrada dos vestiários. Um dos integrantes deste grupo, por cima do muro que separa a área, atirou um copo plástico de água cheio. Outro torcedor atirou um pedaço de madeira”, descreve.

De acordo com o documento, o copo de água atingiu um dos assistentes, mas o pedaço de madeira não acertou ninguém. A polícia dispersou os torcedores depois da confusão.

O registro em súmula pode complicar o PSTC na continuidade da disputa do campeonato paranaense. Caso o documento seja apreciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), o clube pode perder mandos de campo.

Nas quartas-de-final, o PSTC enfrenta o J.Malucelli, jogando a primeira partida em Cornélio Procópio e decidindo o confronto na capital.

Confira a íntegra do relato: