24°
Máx
17°
Min

Atlético é o Campeão Paranaense de 2016

Confirmando a vantagem sobre o Coritiba, o Atlético ganhou a segunda partida da final e garantiu o título do Campeonato Paranaense 2016. O alviverde pressionou no começo do jogo, mas levou dois gols e viu o Rubro-negro dominar a partida no Couto Pereira. No agregado, o placar da final terminou em 5 a 0.

O jogo começou com o Atlético na frente, depois de ganhar por 3 a 0 a primeira partida da final, disputada na Arena da Baixada. Do outro lado, o Coxa entrou em campo com o desafio de fazer ao menos três gols para levar a partida aos pênaltis.

Nos primeiros minutos de bola rolando, o Coritiba perdeu várias chances de gol armadas em grandes jogadas. Leandro, especialmente, perdeu duas oportunidades consideradas incríveis.

Apesar da pressão, quem marcou foi o Atlético. Walter quebrou um jejum que se estendia desde o ano passado e balançou a rede aos 30 minutos do primeiro tempo. Durante os acréscimos, nos 50 minutos da primeira etapa, foi a vez de Ewandro marcar. Ele recebeu um passe de Walter. 

No segundo tempo, o Atlético dominou a partida e fez um jogo tranquilo enquanto o Coritiba jogou uma partida parada, apesar das mudanças no time. O técnico Gilson Kleina substituiu Negueba por Vinícius, trocou Leandro (que deixou o campo vaiado pela torcida) por Ortega e colocou Thiago Lopes na posição de Reginaldo.

“A gente sabia que nos 15 minutos eles iam vir com tudo, porque precisavam do resultado, mas iam deixar espaço pra gente conseguir jogar. O time foi fatal nas oportunidades que teve, fez 2 a 0”, avaliou o meia atleticano Nikão. O Atlético não era campeão paranaense há sete anos e há 26 não ganhava um título no Couto Pereira.

(Foto: Robson De Lazzari / Rede Massa)(Foto: Robson De Lazzari / Rede Massa) 

Torcidas

O jogo foi interrompido por duas vezes por causa do uso de sinalizadores pela torcida atleticana. Os próprios jogadores rubro-negros pediram para os torcedores apagarem os dispositivos. Já os coxa-brancas começaram a deixar o Couto Pereira antes mesmo do apito final.

Colaboração Guilherme de  Paula / Rede Massa