24°
Máx
17°
Min

Atlético Nacional domina, mas Del Valle busca empate no fim no 1º jogo da decisão

(Foto: Divulgação)  - Atlético Nacional domina, mas Del Valle busca empate no fim
(Foto: Divulgação)

Na base da raça, o Independiente del Valle buscou o empate no fim e ficou no 1 a 1 com o Atlético Nacional, nesta quarta-feira, no estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito, no Equador, no primeiro duelo da decisão da Copa Libertadores. Apesar da igualdade, o time anfitrião pode comemorar o resultado, pois viu o adversário dominar a partida.

O time colombiano ignorou os 2.800 metros de altitude em Quito, não se intimidou com o estádio lotado, impôs seu jogo e caminhava para uma vitória de certa forma tranquila, apesar de ser apenas por um gol de diferença. Só não esperava que em uma jogada de bola parada, aos 42 minutos do segundo tempo, seu goleiro falhasse e deixasse a bola nos pés do zagueiro Arturo Mina, que fez o gol de empate.

Como na final da competição continental não existe a regra do gol fora de casa, qualquer igualdade no jogo de volta, na próxima quarta-feira, no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia, leva o jogo para a prorrogação. Persistindo o resultado igual, pênaltis.

Uma das grandes armas do Atlético Nacional para dominar a partida foi ter tranquilidade. A mesma que desesperou o São Paulo nas semifinais em pleno estádio do Morumbi - na ocasião, os colombianos venceram por 2 a 0. Sem se importar com quem estava do outro lado, o time visitante demorou um pouco para se acertar e depois mandou no jogo.

Os anfitriões até tentaram impor o ritmo no início. Criaram uma chance com José Angulo logo aos três minutos. Mas a equipe colombiana manteve o estilo de cozinhar o jogo em banho maria. Tocava a bola de um lado para o outro no campo de defesa à espera de uma chance.

No início, talvez um pouco atrapalhado com a altitude, o Atlético Nacional errou muitos passes quando tentava encontrar os seus atacantes. Mas o tempo foi passando e os jogadores passaram a se acertar. Tomaram conta da partida. Como quem não quer nada, o time visitante chegou ao ataque aos 36 minutos e abriu o marcador.

O meia Torres encontrou Berrío na meia-lua. O atacante girou, levou a bola para a perna direita, a protegeu de três zagueiros e bateu colocado no canto esquerdo do goleiro Azcona: 1 a 0 no placar. O segundo quase saiu na sequência. Após um vacilo da zaga, a bola sobrou na intermediária para Marlos Moreno. O jogador viu o goleiro adiantado e arriscou belo chute, que bateu na rede pelo lado de fora.

Na etapa final, o Independiente del Valle continuava com dificuldades para assustar os visitantes. Conseguiu ter mais posse de bola, mas não conseguia chutar a gol. O técnico Pablo Repetto demorou para mexer na equipe. Somente aos 23 minutos ele tirou os atacantes Julio Angulo e Cabezas para as entradas de González e Uchuari.

O Atlético Nacional permanecia confortável com o resultado e nem os contra-ataques tentava se arriscar. Talvez tenha sido aí o erro. O excesso de confiança com o jogo ganho, deixou a equipe satisfeita com o placar de 1 a 0. Quando recuperava a bola, procurava gastar o tempo para desespero dos donos da casa e de sua torcida.

Na base da raça e com o apoio de sua torcida, o Independiente del Valle não desistiu e alcançou o empate. Aos 42 minutos, Sornoza cobrou falta na área, o goleiro Armani saiu mal, tentou cortar com os pés e a bola sobrou para o zagueiro Arturo Mina deixar tudo igual. Nos minutos finais, os anfitriões tentaram ainda a virada, mas não houve tempo.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE DEL VALLE 1 x 1 ATLÉTICO NACIONAL

INDEPENDIENTE DEL VALLE - Azcona; Christian Núñes, Arturo Mina, Luis Caicedo e Tellechea; Rizotto, Orejuela e Sornoza; Julio Angulo (González), José Angulo e Bryan Cabezas (Uchuari). Técnico: Pablo Repetto.

ATLÉTICO NACIONAL - Armani; Bocanegra, Davinson Sánchez, Henríquez e Farid Díaz; Diego Arias, Sebastián Pérez (Guerra) e Macnelly Torres (Blanco); Berrío, Miguel Borja e Marlos Moreno. Técnico: Reinaldo Rueda.

GOLS - Berrío, aos 36 minutos do primeiro tempo; Arturo Mina, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Sebastián Pérez e Davinson Sánchez e Guerra (Atlético Nacional); Christian Núñes, Rizotto e Caicedo (Independiente del Valle).

ÁRBITRO - Enrique Cáceres (Fifa/Paraguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito (Equador).