22°
Máx
16°
Min

Barcelona bate Sevilla na prorrogação e conquista o título da Copa do Rei

(Foto: Divulgação)  - Barcelona bate Sevilla na prorrogação e conquista o título da Copa do Rei
(Foto: Divulgação)

Em uma partida emocionante, com uma expulsão para cada lado, o Barcelona venceu o Sevilla por 2 a 0 com gols na prorrogação, um deles marcado por Neymar, neste domingo, no Estádio Vicente Calderón, em Madri, e garantiu o seu 28.º título da Copa do Rei.

Com a conquista, o Barcelona fecha o "doblete", pois também conquistou o Campeonato Espanhol na atual temporada. Já o Sevilla encerrou a temporada com o tricampeonato da Liga Europa, uma vaga na Liga dos Campeões, mas com o vice na Copa do Rei.

A partida ficou marcada pela expulsão do argentino Javier Mascherano aos 43 minutos do primeiro tempo, deixando o Barcelona com um a menos durante a maior parte do jogo. Para piorar a situação do time catalão, Luis Suárez deixou o gramado lesionado aos dez do segundo tempo.

Banega, do Sevilla, recebeu cartão vermelho aos 46 da segunda etapa e deu mais emoção para a prorrogação. E, com o jogo aberto pelos jogadores a menos e pelo cansaço, o Barcelona conseguiu marcar com Jordi Alba e Neymar para levantar a taça.

O JOGO - O primeiro tempo do confronto ficou marcado pelas duras disputas de bola e poucos lances de perigo. O principal aconteceu ainda antes dos dez minutos, quando Suárez recebeu passe de Iniesta e chutou à esquerda do gol.

O Sevilla conseguiu neutralizar o forte ataque do Barcelona e ainda se viu com uma vantagem numérica por metade do jogo. A poucos minutos do intervalo, após chutão para a frente, Mascherano era o último jogador e derrubou Kevin Gameiro em direção ao gol. O argentino foi expulso e o jogo mudou.

Na segunda etapa, o Sevilla resolveu ir para cima e empurrou o Barcelona para o campo de defesa. Logo aos quatro minutos, Banega acertou a trave direita em chute que desviou na zaga. Pouco depois, Suárez pediu para sair com uma lesão na perna direita e deu lugar para o brasileiro Rafinha.

A pressão do Sevilla aumentou, mas o time andaluz não conseguiu transformar as oportunidades em gol. Krychowiak, Banega e Escudero desperdiçaram as chances de mexer no placar e o nervosismo aumentou na equipe.

Já nos acréscimos do segundo tempo, Neymar foi o responsável pela volta do Barcelona ao jogo. Em arrancada rumo ao gol, o brasileiro foi derrubado por Banega, que foi expulso.

Na prorrogação, o Sevilla, que jogou a final da Liga Europa há quatro dias, abateu-se pelo cansaço. O cenário se mostrou ideal para Lionel Messi brilhar. Primeiro, aos sete minutos de tempo extra, o argentino deu um passe de cavadinha para Jordi Alba chutar cruzado e fazer 1 a 0.

Já no segundo tempo, o Barcelona mostrou que não abriria mão do título e pressionou até fazer o segundo. Messi deu passe milimétrico para Neymar e o brasileiro bateu no canto esquerdo do goleiro para selar o resultado e garantir mais um título do clube catalã.