22°
Máx
16°
Min

Barcelona confirma lesão, Messi para por três semanas e desfalca a Argentina

O Barcelona agiu rápido e confirmou a gravidade da lesão de Lionel Messi momentos depois do empate por 1 a 1 com o Atlético de Madrid nesta quarta-feira, pelo Campeonato Espanhol. O craque argentino sofreu uma importante contusão muscular na coxa direita e ficará afastado do futebol por cerca de três semanas.

Messi sentiu o problema no início do segundo tempo contra o Atlético e gerou apreensão no Camp Nou. Imediatamente após o apito final, o jogador foi encaminhado para exames, que detectaram uma ruptura do músculo adutor da perna direita, conforme informou o clube catalão menos de uma hora após o fim da partida.

Antes mesmo de saber a gravidade da lesão, o técnico Luis Enrique já lamentava a perda de seu principal jogador e reclamava do calendário atribulado do Barcelona. "Nós tentamos cuidar dele, mas as lesões não o abandonam. E com este calendário, vai ser complicado", comentou.

Messi havia se recuperado recentemente de outra lesão, no púbis, que também chegou a torná-lo desfalque. Com o novo problema físico, ele perderá as partidas diante de Sporting Gijón, Celta de Vigo, pelo Campeonato Espanhol, e Borussia Mönchengladbach, pela Liga dos Campeões.

Além disso, Messi será novamente problema para o técnico Edgardo Bauza na seleção argentina. O treinador, que já não pôde utilizá-lo diante da Venezuela justamente por conta da lesão no púbis, deverá cortar o craque das próximas duas partidas do país nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, contra Peru, dia 6 de outubro, e Paraguai, cinco dias depois.