23°
Máx
12°
Min

Bauza é apresentado na Argentina e avisa: 'Farei o possível para que Messi volte'

(Foto: Divulgação/AFA) - Bauza é apresentado na Argentina e fala em volta de Messi
(Foto: Divulgação/AFA)

O ex-técnico do São Paulo Edgardo Bauza foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como novo treinador da Argentina. Em sua primeira entrevista à frente da seleção, o principal assunto foi Lionel Messi.

O treinador demonstrou pessimismo sobre o retorno do principal craque do país à seleção, mas revelou que viajará a Barcelona para conversar particularmente com o jogador. "Farei o possível para que Messi volte", destacou na coletiva realizada em Ezeiza, cidade onde está sediada a Associação de Futebol Argentina (AFA).

"Contemplo a possibilidade de que o Messi não volte. Até conversar com ele, é o que penso. Não vou convencê-lo. Vamos conversar de futebol. Tenho a capacidade de analisar quando falo de futebol e intuir as decisões que possa ter", comentou.

Após o vice-campeonato na Copa América diante do Chile há pouco mais de um mês, Messi anunciou que não atuaria mais pela seleção de seu país. Foi a terceira derrota em decisão consecutiva com a camisa da Argentina que o jogador do Barcelona enfrentou.

Antes ele já havia perdido a final da Copa de 2014 para a Alemanha e a Copa América de 2015, novamente contra o Chile. "Entendo o Messi. Fui jogador e entendo quando a frustração invade", comentou o treinador.

ESTREIA EM SETEMBRO - Bauza, de 58 anos, chega para substituir Gerardo Martino, com quem admitiu que se reunirá para se inteirar do trabalho feito anteriormente. "Ainda não sei quando, mas devo me encontrar com Martino", informou.

O ex-técnico do São Paulo chamou a atenção dos dirigentes da AFA especialmente pelo currículo vitorioso na Libertadores. Ele venceu a competição com a LDU, do Equador, em 2008, e com o San Lorenzo, da Argentina, em 2014. Na atual edição, levou o São Paulo até as semifinais.

A estreia de Bauza na seleção argentina acontecerá em 1º de setembro contra o Uruguai, em casa, na cidade de Mendonza, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo da Rússia de 2018. Cinco dias depois enfrentará a Venezuela, fora. "Estou ansioso para começar a trabalhar. Temos jogadores experientes e precisamos aproveitá-los", comentou.