23°
Máx
12°
Min

Bauza exibe confiança: 'Quem quiser nos vencer vai ter muito trabalho'

A classificação do São Paulo para as semifinais da Copa Libertadores, garantida nesta quarta-feira, deixou o técnico Edgardo Bauza mais confiante para chegar ainda mais longe na competição. Depois de eliminar o Atlético-MG com a derrota por 2 a 1, em Belo Horizonte, o argentino afirmou que o time evoluiu muito ao longo do torneio e atualmente apresenta qualidades que o fazem muito difícil de ser batido.

"Neste momento o São Paulo tem identidade. Cada jogador sabe perfeitamente o que fazer. O adversário vai ter que trabalhar muito para nos vencer", avisou o treinador, que com a vaga na semifinal chegou a um recorde pessoal. Bauza é o único técnico na história a chegar entre os semifinalistas de uma Libertadores com quatro equipe diferentes: Rosario Central (2001), LDU (2008), San Lorenzo (2014) e São Paulo (2016).

O argentino explicou que a campanha foi construída com base na superação, depois de o time sofrer uma derrota logo na estreia na fase de grupos para o The Strongest, no Pacaembu. "Nossa equipe está entre as quatro melhores da América. São pouquíssimos os que pensavam que estaríamos aqui. Conseguimos porque é um elenco que se entrega e luta", afirmou. A classificação contra o Atlético-MG, garantida graças ao gol marcado fora de casa, encerrou uma série de sete eliminações seguidas do São Paulo diante de equipes brasileiras.

"A equipe atual não tem nada a ver com a que perdeu para o The Strongest. Tínhamos somente 25 dias de trabalho. Agora são quatro meses. Passou muito tempo, fora a dedicação e o desejo dos atletas de chegar onde estamos", relembrou. Nos dias seguintes à derrota para os bolivianos o São Paulo teve de superar problemas internos, com atrasos de direitos de imagem, greve de entrevistas e vaias para alguns jogadores.

O momento do time conta também com a estreia positiva no Campeonato Brasileiro, no último domingo, com vitória dos reservas sobre o Botafogo por 1 a 0, em Volta Redonda. "Em quatro meses o jogadores aceitaram a minha ideia. Agora eu os vejo convencido do que fizemos. Se paro para pensar que estamos em uma semifinal de Libertadores, é até difícil acreditar. É muito difícil chegar até aqui", comentou.