26°
Máx
19°
Min

Borussia faz 3 a 1, mas Liverpool obtém virada histórica e avança na Liga Europa

A fanática torcida do Liverpool ganhou mais um motivo para acreditar no tradicional time inglês nesta quinta-feira. Com uma virada histórica, o Liverpool fez uma exibição impressionante no segundo tempo contra o Borussia Dortmund para reverter uma improvável desvantagem no placar. Os alemães venciam por 3 a 1 até os 11 minutos da etapa final. Até que o time inglês emplacou três gols, o último deles aos 48 minutos, para buscar a vitória por 4 a 3, avançando à semifinal da Liga Europa.

O zagueiro Dejan Lovren foi o herói da partida ao marcar, de cabeça, o quarto gol inglês no lotado Anfield Road. Com seu gol, o Liverpool obteve o resultado necessário para conquistar a classificação. No jogo de ida, as duas equipes empataram por 1 a 1, em solo alemão.

Assim, o Liverpool jogava por um empate sem gols para avançar nesta quinta. Mas um início fulminante do Borussia acabou com a tranquilidade dos ingleses. Aos 8 minutos, os alemães já venciam por 2 a 0. A virada começou no segundo tempo depois do terceiro gol do Borussia, marcado por Reus. Divock Origi, Philippe Coutinho e Mamadou Sakho anotaram os gols ingleses.

O JOGO - Depois das oscilações do jogo de ida, o Borussia Dortmund nem parecia o mesmo nesta quinta. Com Reus e Castro em dia inspirado, o time alemão teve um início de jogo fulminante no Anfield Road. Precisou de apenas oito minutos para se colocar em situação tranquila no duelo.

Logo aos 4, Henrik Mkhitaryan mandou para as redes ao aproveitar rebote do goleiro Mignolet, após cabeçada de Aubameyang. Passaram-se somente quatro minutos até o segundo gol alemão, desta vez marcado pelo próprio Aubameyang. Nos dois lances, o Borussia iniciou a jogada do gol em falhas do ataque do Liverpool cometidas por Philippe Coutinho e Roberto Firmino.

Os gols abalaram torcida e time em campo. Perdido, o Liverpool agora precisaria marcar três gols, numa improvável virada, para avançar à semifinal. Assim, partiu em desespero para o ataque. Nos primeiros minutos, parava mais nos próprios erros do que na zaga alemã. No lance mais sintomático, Lallana desperdiçou chance incrível quase na pequena área ao tropeçar no próprio pé e cair no chão.

A defesa alemã só passou a levar perigo nos minutos finais, quando o Liverpool conseguiu emplacar certa pressão. O resultado veio logo no início da segunda etapa. Origi, melhor referência ofensiva da equipe nos últimos jogos, recebeu lançamento pelo meio, venceu disputa com o zagueiro Sokratis e bateu na saída de Weidenfeller.

O cronômetro marcava apenas dois minutos do segundo tempo. Ainda com esperanças, a torcida inglesa vibrava no Anfield Road, apesar da necessidade de mais dois gols para a classificação. Até que Reus praticamente acabou com as chances do Liverpool aos 11 minutos. Ele recebeu lançamento de Hummels pela esquerda, invadiu a área e finalizou no canto de Mignolet.

Assustado, o técnico Jürgen Klopp resolveu trocar o setor ofensivo do time inglês. Sacou Lallana e Firmino para as entradas de Joe Allen e Sturridge. O Liverpool precisava fazer três gols para avançar na competição. Mas, aos 20, Coutinho diminuiu essa conta ao tabelar com Milner e bater para o fundo das redes.

A torcida voltou a acreditar de fato doze minutos depois, quando o Liverpool chegou ao empate. O terceiro gol surgiu em cobrança de escanteio. Sturridge, na primeira trave, desviou de calcanhar e Sakho, no meio da área, escorou para as redes.

O gol fez vibrar as arquibancadas do Anfield, diante da cara de espanto de alguns torcedores. A surpresa se tornou alegria de fato aos 48 minutos. Milner levantou na área e Lovren subiu mais que todo mundo para cabecear para as redes, sacramentando uma virada histórica no reencontro de Klopp com seu ex-time.

Agora, o Liverpool aguarda o sorteio desta sexta-feira para conhecer seu futuro rival na semifinal.