27°
Máx
13°
Min

Botafogo sofre em casa, mas supera o Coruripe-AL e avança na Copa do Brasil

(Foto: Divulgação)  - Botafogo sofre em casa, mas supera o Coruripe-AL e avança na Copa do Brasil
(Foto: Divulgação)

Não foi nada tranquila a classificação do Botafogo para a segunda fase da Copa do Brasil. Apesar de ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0, o time foi carioca jogou mal e custou a arrancar o empate por 1 a 1 com o Coruripe-AL, nesta quinta-feira, no estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ). Sassá, que não atuava há seis meses, marcou o gol salvador, em jogo que teve apenas 211 pagantes.

Apesar do susto, o time garantiu a vaga na próxima fase e pegará o Juazeirense-BA, que eliminou o Cuiabá nos pênaltis. Neste domingo, o clube alvinegro retorna a campo para enfrentar o Vasco, no estádio do Maracanã, na primeira final do Campeonato Carioca.

Por pensar no clássico do fim de semana, o técnico Ricardo Gomes usou um time reserva e quase pagou caro. Sem entrosamento e com jogadores pouco utilizados na temporada, a equipe não se encontrou em campo e ainda viu o Coruripe o atacar, como se fosse o protagonista da noite. Sem medo, aos oito minutos, Júnior Chicão chutou forte e viu Helton Leite fazer boa defesa.

Aos 21 minutos, após tanta pressão, o gol. Em jogada de velocidade, Ivan foi derrubado na área. Pênalti. João Paulo cobrou e fez 1 a 0. Mesmo com a vantagem, o jogo se manteve com os alagoanos melhor. A única chance do Botafogo foi ao fim do primeiro tempo com Lizio, em chute para fora.

Em busca do empate, Ricardo Gomes lançou Sassá, que não atuava há seis meses por causa de uma cirurgia no joelho. Na primeira chance, o atacante tentou um voleio, mas falhou. Mesmo sem ritmo, ele deu novo ânimo ao time. Aos 12 minutos, entrou na área e parou em Ferreira. Aos 18, errou o cabeceio e desperdiçou outro gol.

Da mesma forma como tomou, o Botafogo marcou. Aos 20 minutos, Fernandes colocou a mão na bola e o árbitro deu pênalti. Sassá cobrou e empatou: 1 a 1. O gol recolocou o time carioca na partida, mas não definiu o confronto. Aos 39, Bruno Silva, que entrou aos 15, foi expulso. Com um a menos, o time carioca sofreu. Aos 47, Roger entrou livre na área e chutou forte. Para a sorte alvinegra e de Helton Leite, a bola foi para fora e colocou um fim no drama carioca.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 x 1 CORURIPE-AL

BOTAFOGO - Helton Leite; Diego, Carli, Igor Rabello e Jean; Diérson (Rodrigo Lindoso), Fernandes, Lizio (Bruno Silva) e Gervásio Núñez; Neilton e Luís Henrique (Sassá). Técnico: Ricardo Gomes.

CORURIPE-AL - Ferreira; Renato (Sadrak), Williames José, Tiago Papel e Igor (Roger); Jair, Mazinho, Tiago Lima e João Paulo; Júnior Chicão e Ivan (Candinho). Técnico: Jaelson Marcelino.

GOLS - Júnior Chicão (pênalti), aos 21 minutos do primeiro tempo; Sassá (pênalti), aos 20 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jean (Botafogo); Tiago Lima, Ferreira e Mazinho (Coruripe-AL).

CARTÃO VERMELHO - Bruno Silva (Botafogo).

ÁRBITRO - Wanderson Alves de Sousa (MG).

RENDA - R$ 4.640,00.

PÚBLICO - 211 pagantes (261 no total).

LOCAL - Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ).