28°
Máx
17°
Min

Buffarini não dá bola para futuro de Bauza: 'Fui contratado pelo São Paulo'

O lateral-direito Julio Buffarini foi apresentado nesta sexta-feira no São Paulo após uma negociação que durou mais de um ano. Antes mesmo de Edgardo Bauza chegar, ele já era cobiçado pelo clube e a procura se tornou ainda mais intensa com a chegada do treinador, que pediu sua contratação. Entretanto, o comandante são-paulino está na mira da seleção argentina e pode deixar a equipe em breve. Buffarini garante não se incomodar com isso e acredita que possa brilhar mesmo sem a presença de Bauza.

"Com todo respeito ao Patón, quem me contratou foi o São Paulo. Se ele assumir a Argentina, ficarei feliz porque ele merece e sei o quanto é capaz. É o sonho de qualquer treinador comandar a seleção do seu país. Mas minha cabeça está totalmente voltada para o São Paulo", disse o jogador de 27 anos, contratado do San Lorenzo por US$ 1,8 milhão (R$ 6,6 milhões).

Como se já não bastasse a longa negociação, o São Paulo ainda precisou esperar por alguns dias após o acerto, já que a transferência foi feita nos segundos finais do período de abertura da janela de transferências para atletas que atuam fora do Brasil. E para o acerto ser confirmado, foi preciso o aval da Fifa, que ocorreu na quarta-feira.

"Foi uma semana de muita ansiedade. Sempre eu estava perguntando a meu representante se tinha saído ou não. Foi complicado porque tinha muita vontade de vir para cá. Estou muito contente e é onde eu queria estar", disse o jogador.

Uma das virtudes de Buffarini é o fato de ele poder atuar em várias funções, como lateral-direito, volante e ponta. "Sempre fui volante pela direita e nos últimos três anos joguei de lateral. Eu me adaptei. Também posso jogar na ponta. É uma decisão do técnico e eu tenho somente que trabalhar", avisou.

O jogador ainda se mostrou antenado com o momento do time tricolor. "Segui o São Paulo toda a Libertadores. Sei que teremos a partida de domingo às 11h (contra a Chapecoense, no Morumbi), depois contra o Atlético-MG (na quinta, às 19h30, no Morumbi). Temos de ganhar para poder chegar à Libertadores. Tenho seguido muito", avisou.