20°
Máx
14°
Min

Cazares ofusca Robinho e Atlético-MG vence Independiente em casa

(Foto: Divulgação)  - Cazares ofusca Robinho e Atlético-MG vence Independiente em casa
(Foto: Divulgação)

Era dia de estreias no Atlético Mineiro. Robinho e Cazares em campo e a torcida nas arquibancadas, no primeiro jogo da equipe em casa nesta Copa Libertadores. Destas novidades, os torcedores e o equatoriano brilharam na noite desta quarta-feira na vitória do Atlético sobre o Independiente del Valle, por 1 a 0, no Independência. Robinho, sem ritmo, jogou apenas no segundo tempo e exibiu atuação discreta.

O triunfo deixa o Atlético com 100% de aproveitamento no Grupo 5 da Libertadores, com seis pontos. Com as duas vitórias seguidas, o time mineiro se coloca em situação favorável para garantir a vaga nas oitavas de final. Se fizer a lição de casa nas próximas rodadas, não deverá ter problemas para avançar.

O primeiro jogo do Atlético em casa nesta edição da Libertadores contou com duas novidades em campo. Cazares foi titular, enquanto Robinho jogou somente no segundo tempo. Curiosamente, o ex-atacante do Santos entrou justamente na vaga do equatoriano, o que desagradou a torcida.

Cazares foi o melhor jogador do time em campo, mesmo deixando a partida aos 11 minutos da segunda etapa. Enquanto esteve no jogo, incendiou o meio-campo e deu velocidade ao jogo. Principalmente no começo, quando Lucas Pratto marcou o único gol da partida, logo aos três minutos. No segundo tempo, o Atlético caiu de ritmo, levou sustos, mas sustentou a vantagem no placar.

O JOGO - Diante da ansiedade da torcida pela estreia em casa nesta Libertadores, o Atlético fez tudo o que os torcedores mais queriam nesta quarta: abriu o placar logo aos 3 minutos e incendiou o duelo. Marcos Rocha cruzou rasteiro da direita e Lucas Pratto só escorou para as redes. A bola passou entre as pernas do goleiro e entrou vagarosamente no gol.

Era o combustível que as arquibancadas precisavam para emular a vitoriosa campanha de 2013. Principalmente depois que Luan mandou a bola para as redes no minuto seguinte, lance que foi anulado pelo árbitro, anotando falta de Pratto antes mesmo de a bola entrar. O jogo era quente também na defesa. E Leonardo Silva não demorou para levar seu amarelo.

O ritmo acelerado contagiava também o Independiente, que tentava aproveitar momentos de hesitação da zaga atleticana. Nem mesmo o sobrevoo de um drone no gramado, que causou rápida paralisação, esfriou a empolgação dos anfitriões e da torcida.

O Atlético só desacelerou a partir dos 30 minutos. Foi quando Cabezas recebeu livre dentro da área e quase deu um susto no goleiro Victor. Antes do intervalo, Leonardo Silva cabeceou com perigo e quase anotou o segundo do time atleticano, aos 42 minutos.

A segunda etapa veio com um misto de alegria e decepção da torcida. Alegria, pela entrada de Robinho. E indignação, em razão do nome do substituído. Cazares, que também estreava, era um dos motores do time em campo e vinha agradando as arquibancadas. A saída do equatoriano rendeu insultos ao técnico Diego Aguirre.

Em sua primeira partida com a camisa do Atlético, Robinho mostrou que ainda está sem ritmo. Sem jogar desde dezembro, quando defendeu o Guangzhou Evergrande, da China, no Mundial de Clubes da Fifa, o atacante entrou em campo aos 11 minutos.

Em seus primeiros lances, cometeu erros bobos em passes e lançamentos. Apesar do esforço, Robinho exibia a clara falta de entrosamento com os companheiros, enquanto Cazares fazia falta no meio-campo da equipe brasileira. O Atlético perdeu poder de fogo no ataque em comparação ao primeiro tempo.

Mesmo assim, o time anfitrião conseguia levar perigo. No melhor lance, aos 44 minutos, a arbitragem falhou duas vezes em jogada crucial. Primeiro, deixou de marcar falta sobre Patric. Em seguida, a bola sobrou para Hyuri, que sofreu pênalti. Novamente a arbitragem ignorou, gerando reclamações do time atleticano.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 1 x 0 INDEPENDIENTE DEL VALLE

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo, Douglas Santos; Leandro Donizete (Júnior Urso), Rafael Carioca, Cazares (Robinho); Luan (Hyuri), Lucas Pratto e Patric. Técnico: Diego Aguirre.

INDEPENDIENTE DEL VALLE - Azcona; Christian Núñez, Arturo Mina, Luis Caicedo, Luis Ayala; Rizotto, Orejuela, Tellechea (Julio Angulo), Sornoza (Gabriel Cortez), Bryan Cabezas (Uchuari); José Angulo. Técnico: Pablo Repetto.

GOL - Lucas Pratto, aos 3 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leonardo Silva, Leandro Donizete, Marcos Rocha, Lucas Pratto, Ayala, Orejuela, Mina.

ÁRBITRO - Fernando Rapallini (Argentina).

RENDA - R$ 1.244.430,00.

PÚBLICO - 20.851 pagantes.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).