21°
Máx
17°
Min

Com Arena Castelão lotada, Ceará e Vasco ficam apenas no empate por 0 a 0

(Foto: Divulgação/Vasco) - Com Arena Castelão lotada, Ceará e Vasco ficam no empate por 0 a 0
(Foto: Divulgação/Vasco)

O público foi excelente, com mais de 55 mil pagantes, na Arena Castelão, em Fortaleza. O problema foi apenas a falta de gols. No confronto dos dois primeiros colocados, Ceará e Vasco empataram por 0 a 0, nesta terça-feira, em jogo que fechou o primeiro turno (19.ª rodada) do Campeonato Brasileiro da Série B. Foi a segunda vez no ano que os cariocas não balançaram as redes na temporada - o outro foi a derrota para o Paysandu por 2 a 0, no Rio.

Encerrada a primeira metade da competição, o Vasco é o líder com 39 pontos. A posição dá uma tranquilidade para o técnico Jorginho aproveitar o período de inatividade. Devido à Olimpíada do Rio, o time cruzmaltino volta a atuar somente no próximo dia 20, um sábado, contra o Sampaio Correia, assim como o Ceará, que retorna no dia 16 contra o Paysandu, em Belém. Os cearenses estão na vice-liderança, com 35 pontos.

Dentro de campo, as duas equipes fizeram um bom primeiro tempo, de muita marcação e espaços reduzidos. Em busca de se aproximar de um concorrente direto ao título, o Ceará fez uso do mando de campo, com ótimo número de torcedores, e imprimiu uma pressão no adversário. Pelo jogo aéreo foram duas tentativas, com Diogo Felipe e Rafael Costa, ambas para fora.

Com a bola no chão, Rafael Costa desperdiçou mais uma. Aos 20 minutos, o Ceará construiu rápido contra-ataque. O atacante recebeu livre na área, de cara com o goleiro uruguaio Martin Silva, mas errou o alvo e frustrou a torcida. O meio de campo com apenas um volante deixou o Vasco sem organização no meio, com Nenê pouco participativo.

No segundo tempo, o Vasco não conseguiu causar perigo ao goleiro Éverton, mas, pelo menos, conseguiu conter melhor o Ceará. Foram raras as chances criadas pelo time mandante. Apesar da fraca participação de Nenê, que desfalcou o time nos últimos três jogos, o treinador decidiu manter o camisa 10 até o final da partida.

Sobrou então para Yago Pikachu, que deu lugar para Eder Luis. Este também entrou mal e não acrescentou qualidade ao Vasco. Embalado pela torcida, o Ceará decidiu arriscar, com um jogo mais aberto pelas laterais, mas o clube carioca não deu brecha. Nos minutos finais do jogo, o time cruzmaltino abdicou da vitória, fechou-se ainda mais e garantiu o empate sem gols que o mantém com folga na liderança da Série B.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 0 x 0 VASCO

CEARÁ - Éverson; Eduardo, Charles, Valdo e Thallyson; Diego Felipe, Richardson (Lucas), Wescley e Felipe; William Henrique (Serginho) e Rafael Costa (Tiago Cametá). Técnico: Sérgio Soares.

VASCO - Martin Silva; Madson, Rafael Marques (Jomar), Rodrigo e Julio Cesar (Henrique); Diguinho, Andrezinho, Yago Pikachu (Eder Luis) e Nenê; Jorge Henrique e Ederson. Técnico: Jorginho.

CARTÕES AMARELOS - Richardson e William Henrique (Ceará); Rodrigo, Yago Pikachu, Andrezinho, Nenê e Jorge Henrique (Vasco).

ÁRBITRO - Rafael Traci (PR).

RENDA - R$ 1.231.465,00.

PÚBLICO - 55.445 pagantes (56.400 no total).

LOCAL - Arena Castelão, em Fortaleza (CE).