27°
Máx
13°
Min

Com erros defensivos do Santos, Grêmio ganha no final por 3 a 2 e se reabilita

O Santos pagou caro pelos seus erros defensivos nesta quarta-feira, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. Se na teoria o time entrou em campo com a expectativa de vencer o Grêmio fora de casa e assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, em sua 12.ª rodada, mesmo que provisória, após uma década, na prática começou o jogo desligado, se reorganizou, buscou um empate por 2 a 2 quando a derrota já parecia certa, mas levou outro, o do 3 a 2 definitivo, a poucos minutos do fim da partida.

Após duas derrotas consecutivas, o Grêmio precisava da vitória para voltar ao G4 da competição. Assim, logo após o apito inicial, os gaúchos partiram para o ataque. Aos dois minutos, o atacante Everton partiu pela esquerda, passou por Victor Ferraz, cortou para o meio e bateu firme para o gol. Vanderlei espalmou para o meio da área e Giuliano, sem marcação, mandou para a rede.

A partir daí, o Santos colocou a bola no pé, tentando dominar o adversário como na vitória contra o São Paulo, no último domingo. De certa forma, conseguiu - chegou a ter 64% de posse de bola -, mas sem a mesma eficácia no passe decisivo. Sem finalizações, o time não levou perigo ao gol de Marcelo Grohe no primeiro tempo.

No último lance da primeira etapa, uma repetição do primeiro gol gremista. Everton partiu pela esquerda, de novo passou por Victor Ferraz e chutou. Vanderlei mais uma vez rebateu para o meio da área e Douglas mandou para o fundo do gol.

Apagado, Vitor Bueno saiu no intervalo para o primeiro jogo do colombiano Copete com a camisa do Santos. O atacante, que apareceu bem no Atlético Nacional, mostrou que tem estrela. Durante 20 minutos ele pouco apareceu. Mas se mostrou muito eficiente na bola parada. Aos 22, após escanteio batido por Lucas Lima, ele mostrou habilidade ao dominar com a coxa e estufar a rede para diminuir o placar.

O técnico Dorival Júnior resolveu mandar o time para a frente e trocou Gustavo Henrique por Yuri, um zagueiro com características mais ofensivas. A ideia era a de ter mais aproximação entre as linhas da equipe, trocar bolas mais curtas e tentar criar chances de gol contra uma defesa que se mostrava bem postada.

O Grêmio pouco chegava ao ataque, mas teve boa chance com Luan, que desviou cruzamento de Douglas, mas a bola passou rente à trave.

Já o Santos tentava ser mais insinuante. Lucas Lima mandou boa chance por cima, aos 25 minutos. Aos 38, essa postura foi recompensada. Copete brigou pela bola no meio de campo. Ela sobrou na esquerda para Zeca, que deu um corte no marcador e mandou um lindo chute de fora da área para empatar o jogo.

Mas mais uma vez o sistema defensivo santista falhou. Lucas Lima perdeu bola fácil na intermediária. Giuliano, o melhor em campo, passou por dois marcadores e deixou Marcelo Hermes livre para só tocar na saída de Vanderlei e decretar a vitória gremista.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 3 x 2 SANTOS

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere (Marcelo Hermes), Fred e Marcelo Oliveira; Walace, Jailson, Giuliano e Douglas; Luan (Bobô) e Everton (Guilherme). Técnico: Roger Machado.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique (Yuri) e Zeca; Thiago Maia, Renato (Jean Mota), Vitor Bueno (Copete) e Lucas Lima; Gabriel e Rodrigão. Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Giuliano, aos 2, e Douglas, aos 40 minutos do primeiro tempo; Copete, aos 22, Zeca, aos 38, e Marcelo Hermes, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Edílson, Douglas e e Walace (Grêmio); Lucas Lima, Zeca e Yuri (Santos).

ÁRBITRO - Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).