28°
Máx
17°
Min

Com gol nos acréscimos, Colômbia bate Bolívia em La Paz pelas Eliminatórias

No jogo que abriu a quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018, a Colômbia sofreu, mas venceu a Bolívia por 3 a 2, nesta quinta-feira, no estádio Hernando Siles, em La Paz, graças a um gol marcado por Cardona nos acréscimos, aos 46 minutos da etapa final, quando o empate por 2 a 2 já parecia certo.

Antes deste gol salvador, os colombianos chegaram a abrir 2 a 0 no primeiro tempo, com gols de James Rodríguez e Carlos Bacca. Entretanto, os bolivianos reagiram e em apenas 16 minutos empataram na etapa final com Arce e Chumacero balançando as redes. E os bolivianos, aproveitando os efeitos provocados no adversário pelos 3.660 metros de altitude de La Paz, estiveram perto de virar o jogo, mas não foram felizes nas outras chances que tiveram de marcar e acabaram castigados com o gol levado no fim.

O resultado fez a Colômbia subir para a sétima posição das Eliminatórias, com sete pontos, ultrapassando provisoriamente a Argentina, que tem cinco e enfrenta o Chile ainda nesta quinta, em Santiago, na continuidade desta rodada. Já a Bolívia estacionou nos três pontos e na oitava posição, sendo que corre grande risco de ser ultrapassada ainda nesta quinta pelo Peru, penúltimo colocado, que também tem três pontos e pega a lanterna Venezuela, em Lima.

Na próxima terça-feira, a Colômbia voltará a campo para encarar o Equador, em Barranquilla, pela sexta rodada das Eliminatórias. No mesmo dia, a Bolívia terá pela frente a Argentina, fora de casa, em Córdoba.

O JOGO - No confronto desta quinta-feira, a Colômbia tratou de ir para cima da Bolívia e abriu o placar já aos 9 minutos. Bacca cruzou da esquerda para James Rodríguez, que matou no peito dentro da grande e acertou forte chute cruzado para marcar. A bola ainda desviou de leve em um defensor e dificultou a vida do goleiro Quiñonez.

Com maior volume de jogo e melhor qualidade técnica, a Colômbia voltou a assustar aos 25 minutos, quando Cuadrado arriscou o chute de fora da área e a bola passou perto do travessão de Quiñonez.

E a Colômbia voltaria a ser premiada pela sua postura ofensiva aos 40 minutos. James retribuiu o presente que recebeu de Bacca no primeiro gol ao cruzar da esquerda e ver o companheiro ganhar de um defensor pelo alto na dominada de bola e bater cruzado para as redes na sequência: 2 a 0.

Na etapa final, porém, todo o panorama mudou rápido. Após cruzamento na área, o zagueiro Jeison Murillo cortou um cabeceio com o braço e o árbitro brasileiro Wilton Pereira Sampaio assinalou pênalti. Arce foi para a bola, aos 5 minutos, e cobrou no canto esquerdo de Ospina, que caiu para o lado direito.

E a pressão continuou, a Colômbia começou a dar sinais de desgaste físico e acabou levando o segundo aos 16 minutos. Duk roubou a bola de um defensor pelo lado esquerdo do ataque e tocou para Chumacero, que recebeu perto da meia-lua e soltou a bomba de fora da área para empatar.

O empate tornou o jogo ainda mais imprevisível, com as duas equipes se revezando no ataque. Em um deles, aos 43, Quiñonez fez milagre ao defender uma cabeçada à queima-roupa de Muriel e salvou a Bolívia. Três minutos depois, porém, não teve jeito. Marlos Moreno recebeu passe de James e ajeitou para o meia Cardona, que tocou com tranquilidade no canto esquerdo do goleiro boliviano.