26°
Máx
19°
Min

Com gol nos acréscimos, Londrina finalmente entra no G-4

(foto: Wellington Ferrugem/Londrina Esporte Clube) - Com gol nos acréscimos, Londrina finalmente entra no G-4
(foto: Wellington Ferrugem/Londrina Esporte Clube)

Demorou 27 rodadas, foi sofrido, mas finalmente o Londrina sente o gosto de entrar no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com um gol de Zé Rafael aos 46 minutos do segundo tempo, o Tubarão derrotou o Vila Nova por 2 a 1 no Serra Dourada, em Goiânia, e chegou aos 42 pontos, na quarta posição, mesmo número do Avaí, terceiro colocado. Os catarinenses têm uma vitória a mais.

Os gols do triunfo alviceleste foram marcados por Zé Rafael, que enalteceu a entrega da equipe em campo após três resultados negativos. "Sabíamos que ia ser um jogo difícil. Sofremos uma pressão, suportamos. No segundo tempo, a equipe se soltou mais e acabou sendo eficiente no momento que precisou", disse o camisa 10, que chamou a atenção por não comemorar os gols. "Era mais cansaço mesmo, já estava no acréscimo. Nada de outras coisas. Nossa equipe lutou muito e vai buscar esse acesso", completou o meia.

Se os méritos de balançar as redes foi para Zé Rafael, outro heroi da vitória alviceleste foi o goleiro Marcelo Rangel, que fez defesas importantes. Logo a dois minutos, Moisés, o carrasco da vitória goiana na final da Série C em 2015, invadiu a área e bateu rasteiro, parando em grande defesa do camisa 1 alviceleste.

Aos 13, o segundo milagre: Victor Bolt acionou Moisés. Novamente na cara do gol, o atacante bateu a meia altura, para mais uma boa intervenção do goleiro. Dois minutos depois, foi a vez de Fagner arriscar de longe para mais uma defesa de Rangel.

A pressão dos donos da casa acuou completamente o time de Cláudio Tencati, que não conseguia segurar a bola e chegar ao ataque. A única chance do primeiro tempo veio aos 42 minutos, quando o estreante Lucas Machado carregou a bola pela esquerda do ataque e cruzou para Keirrison na área. O zagueiro Reginaldo se antecipou para cortar e mandou contra o próprio travessão.

Na volta para a segunda etapa, Tencati resolveu fazer duas alterações. Os atacantes Keirrison e Lucas Machado deixaram o campo para entrada do também atacante Safira e do volante Anderson.

As mudanças surtiram efeito e o Tubarão passou a frequentar o campo de ataque. Aos 15 minutos, após boa troca de passes no ataque, Zé Rafael arrancou em velocidade, invadiu a área e tocou com categoria para encobrir o goleiro Saulo.

Atrás do placar, o Guilherme Alves resolveu arriscar e sacou o lateral Marcelo Cordeiro para entrada do atacante Joãozinho. A pressão dos goianos voltou com tudo, exigindo novos milagres de Marcelo Rangel. Aos 27, ele evitou o gol de empate ao desviar um chute cruzado de Joãozinho. A bola ainda bateu na trave antes de sair.

Aos 41, Vandinho recebeu lançamento na área e bateu cruzado. Rangel se esticou todo e mandou para a linha de fundo. Neste momento, Zé Carlos marcava o gol de empate do CRB contra o Bahia, resultado que colocava o Tubarão no G-4.

A alegria, no entanto, durou cerca de um minuto. Aos 42, Joãozinho cruzou na área e Wellington Simião subiu de cabeça para empatar o jogo e tirar o Tubarão do grupo dos quatro melhores colocados.

Quando o Londrina se preparava para voltar de Goiânia com um ponto na bagagem, Zé Rafael tirou outro coelho da cartola. O relógio marcava 46 do segundo tempo quando o camisa 10 recebeu cruzamento de Safira na esquerda, girou em cima de um defensor do Vila Nova, deixou outro no chão e bateu firme para o gol, garantindo a vitória e o encontro inédito com o grupo dos quatro melhores colocados da Série B.

Como tudo do lado do Tubarão é sofrido, ainda houve tempo aos 49, no último lance, para Victor Bolt cobrar uma falta no travessão de Marcelo Rangel. Como os 'deuses do G-4' sopraram para o lado alviceleste, a bola não entrou.

"O Vila merecia ganhar o jogo, mas futebol não é bem assim. O importante é a maneira como o Londrina se manteve, consistente. Nós estamos hoje a três pontos de cumprir a primeira meta para que o time não caia mais. A partir daí vamos analisar. Se dormir no G-4, melhor", analisou o técnico Cláudio Tencati em entrevista coletiva ao fim da partida.