22°
Máx
16°
Min

Com golaço de bicicleta, Botafogo vence Grêmio e se distancia da zona da degola

(Foto: Divulgação/Estadão)  - Com golaço de bicicleta, Botafogo vence Grêmio
(Foto: Divulgação/Estadão)

O Botafogo não se abalou com a goleada sofrida por 5 a 2 para o Cruzeiro, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil. Com um belo gol de bicicleta do meia Camilo, o time alvinegro venceu o Grêmio por 2 a 1, no estádio Luso Brasileiro, no Rio, neste domingo, em jogo remarcado da 19ª rodada da Campeonato Brasileiro.

O resultado levou a equipe carioca para o 11º lugar, com 29 pontos, a cinco de distância do Internacional, o 17º e primeira equipe na zona do rebaixamento. Na quarta-feira, o time alvinegro faz o clássico com o Fluminense, novamente no Luso Brasileiro, pela 23ª rodada do Brasileirão.

O Grêmio permaneceu na sexta colocação, com 36 pontos, e perdeu a chance de retornar para G4 - o Corinthians, que está em quarto, tem 37 pontos. O time tricolor volta a campo também na quarta-feira, para enfrentar o Coritiba, no estádio Couto Pereira.

O JOGO - o árbitro Wagner Reway protagonizou um lance polêmico logo no início. Aos três minutos, Sassá, em posição de impedimento, se chocou com Bruno Grassi e Neilton completou para as redes. Após validar o gol e voltar atrás, Reway conversou com o auxiliar e a partida permaneceu parada por cinco minutos. No final das contas, optou corretamente pela anulação.

O time carioca dominou o primeiro tempo e quase marcou aos 13 minutos. Aos 20, veio o golaço. Após boa jogada pela direita, Luís Ricardo levantou na área para Camilo acertar uma bela bicicleta, indefensável para Bruno Grassi: 1 a 0.

Com Marcelo Oliveira em péssimo dia pela esquerda, o Botafogo chegava ao ataque com facilidade. A forte marcação do time também auxiliava. Assim saiu o segundo gol. Após Wallace perder a bola no meio de campo, aos 28, Luís Ricardo avançou e passou para Sassá ampliar: 2 a 0. Em nova falha de Marcelo Oliveira, Dudu Cearense entrou na área e quase marcou.

Irreconhecível, o Grêmio voltou para o segundo tempo com maior posse de bola, mas sem criatividade e eficiência. Com mais liberdade, Luan teve chance em cobrança de falta, mas finalizou mal. Aos 25, tabelou com Batista e teve boa oportunidade de gol, mas não concluiu e irritou o técnico Roger.

Aos 34, Luan encontrou Batista, que ganhou da defesa e superou Sidão para fazer 2 a 1. Em busca do empate, o time tricolor passou a pressionar nos minutos finais, mas sem muito sucesso. Na base da experiência, o Botafogo segurou o jogo e garantiu uma importante vitória para se afastar da zona do rebaixamento do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 x 1 GRÊMIO

BOTAFOGO - Sidão, Luís Ricardo (Emerson Silva), Carli, Emerson e Victor Luís; Airton, Bruno Silva, Fernandes (Dudu Cearense) e Camilo; Neilton e Sassá (Rodrigo Pimpão). Técnico: Jair Ventura.

GRÊMIO - Bruno Grassi; Edílson, Wallace Reis, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon (Kaio), Walace (Ramiro), Jailson e Douglas; Luan e Henrique Almeida (Batista). Técnico: Roger.

GOLS - Camilo, aos 20, e Sassá, aos 28 minutos do primeiro tempo; Batista, aos 34 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Airton, Carli e Emerson (Botafogo); Edilson, Ramiro, Luan e Maicon (Grêmio).

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

RENDA - R$ 143.720,00.

PÚBLICO - 4.738 pagantes (5.199 no total).

LOCAL - Estádio Luso Brasileiro, no Rio (RJ).