22°
Máx
17°
Min

Com golaço de Ramiro, Grêmio derrota Palmeiras em casa na Copa do Brasil

(Foto: Divulgação)  - Com golaço de Ramiro, Grêmio derrota Palmeiras em casa
(Foto: Divulgação)

O Grêmio saiu na frente do Palmeiras. Venceu a partida de ida por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, na Arena Grêmio, e agora pode até empatar no jogo de volta, dia 19 de outubro, no Allianz Parque, para ir à semifinal da Copa do Brasil. A situação do time paulista, porém, não é de todo ruim. Vitória por 1 a 0, ou por dois gols de diferença, garantirá a vaga. Se os palmeirenses vencerem por 2 a 1, a decisão do semifinalista será nos pênaltis.

Chamou a atenção no jogo no Sul a fraca e confusa atuação do inexperiente juiz sergipano Cláudio Lima e Silva. Ele mostrou-se confuso nas marcações, estava inseguro, deixou os jogadores "tomarem conta" da partida e deixou de dar alguns cartões em jogadas violentas e em reclamações ostensivas.

Basicamente, duas características foram mais constantes no primeiro tempo: marcação forte e erros de passes. A consequência é que o jogo ficou amarrado, truncado, com poucas jogadas de efetiva qualidade. Numa delas, o golaço de Ramiro também acabou se transformando em marca da etapa.

Até então, as arrancadas de ambas as equipes sempre eram prejudicadas por um passe equivocado ou a decisão errada para dar continuidade às jogadas.

O Palmeiras tem time mais entrosado e com maior qualidade técnica que o Grêmio. Mas não conseguia completar as jogadas em velocidade, pois sempre errava o último passe. Além disso, Gabriel Jesus era na prática o único atacante e, isolado e sem ter com quem tabelar, pouco fazia.

Assim, a única grande chance real do Palmeiras na etapa foi numa bola levantada por Dudu, que Gabriel Jesus ajeitou para Róger Guedes. O atacante, porém, pegou mal na bola e facilitou a defesa de Marcelo Grohe.

Já o Grêmio se propôs a marcar a saída de bola palmeirense, e, com isso, conseguiu algumas roubadas. Mas na sequência não conseguia tirar proveito da jogada.

Só que o futebol também proporciona lances surpreendentes. E num jogo que se desenrolava sem grandes atrativos, chato até, um desses lances de certa forma salvou a etapa, por sua beleza.

Foi no gol do Grêmio, aos 33 minutos. É fato que Douglas escorregou ao receber o passe de Luan e teve se virar para fazer a bola chegar a Ramiro, pela direta da área. Aí o volante encheu o pé. Um chute cruzado, pelo alto, sem chance para Jailson.

O golaço fez o Grêmio crescer e atordoou o Palmeiras, que passou a criar menos ainda. E acabaria tomando o segundo gol no final da etapa.

Numa bola levantada na área em cobrança de falta, Geromel deu com o ombro na bola e acertou o travessão. Como a zaga do Palmeiras havia parado, Pedro Rocha teve tranquilidade para tocar de cabeça e fazer 2 a 0. Geromel estava um pouco adiantado ao tocar na bola, portanto em impedimento.

Com o Palmeiras em desvantagem, Cuca trocou um volante, Gabriel, por um atacante, Leandro Pereira, sinalizando que jogaria de maneira mais ofensiva no segundo tempo. Assim o fez. Mas conseguiu rapidamente o primeiro gol num lance em que a zaga gremista falhou, Gabriel Jesus entrou livre e acabou derrubado por Marcelo Grohe. Zé Roberto bateu rasteiro, no meio do gol, e fez 2 a 1, aos 5 minutos.

Esperava-se que o Palmeiras, após o gol, partisse com mais volúpia para o ataque. O time paulista até tentou, mas o Grêmio continuou marcando forte. Com isso, impediu o adversário de criar muitas jogadas e ainda incomodava bastante ao ir à frente.

Dessa maneira, o Grêmio neutralizava e enervava o Palmeiras, que não conseguia chegar ao ataque. Gabriel Jesus não conseguia completar uma jogada. Leandro Pereira era totalmente anulado e Dudu ficava sobrecarregado. O time paulista não fluía. Mesmo assim teve uma grande chance com Barrios - Cuca o colocou em campo na tentativa de empatar -, mas Marcelo Grohe impediu o gol.

E na realidade foi o Grêmio que criou as melhores chances - poucas, mas mais perigosas. No fim, a vitória do time gaúcho foi até merecida, mas os paulistas estão bem vivos na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 2 x 1 PALMEIRAS

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kaneman e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Raphael Thiere), Jailson e Douglas; Pedro Rocha (Guilherme) e Luan. Técnico: Renato Gaúcho.

PALMEIRAS - Jailson; Fabiano, Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel (Leandro Pereira), Tchê Tchê e Moisés; Dudu (Rafael Marques), Gabriel Jesus e Róger Guedes (Barrios). Técnico: Cuca.

GOLS - Ramiro, aos 33, e Pedro Rocha, aos 45 minutos do primeiro tempo. Zé Roberto (pênalti), aos 5 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fabiano, Mina, Kaneman, Vitor Hugo, Marcelo Grohe e Walace.

ÁRBITRO - Cláudio Lima e Silva (SE).

RENDA - R$ 723.201,00.

PÚBLICO - 24.471 pagantes.

LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).