23°
Máx
12°
Min

Com reservas, Internacional bate Santos e avança às semifinais da Copa do Brasil

(Fotos: Ricardo Duarte / SC Internaciona) - Com reservas, Internacional bate Santos e avança às semifinais
(Fotos: Ricardo Duarte / SC Internaciona)

O artilheiro Ricardo Oliveira liderou o ataque do Santos, que tinha força máxima e entrou em campo com a vantagem do resultado no jogo de ida (2 a 1) contra o Internacional, mas a derrota por 2 a 0 nesta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, eliminou o time paulista na Copa do Brasil e agora resta a esperança de conquistar a vaga na Copa Libertadores do próximo ano pelo Campeonato Brasileiro - a chance de título nacional é muito pequena, pois a equipe está a 9 pontos do líder Palmeiras.

Ricardo Oliveira sabia de sua responsabilidade, ainda mais porque o adversário, sem oito titulares, tinha de vencer e não tomar gol. Outro ingrediente do Internacional é a briga para fugir das últimas posições do Brasileirão e evitar um rebaixamento. Por isso, muitos atletas foram poupadas, mostrando que a prioridade não era a Copa do Brasil.

Só que um gol nos primeiros minutos deixou o duelo do jeito que o time gaúcho queria na sua casa. Na cobrança de escanteio de Alex, Aylon teve até de abaixar a cabeça para marcar o gol, tamanha a facilidade que teve para se enfiar no meio dos defensores santistas. "Sabíamos que iríamos enfrentar um time difícil, que iria sair para pressionar e demos bobeira na bola parada e levamos o gol. Depois tivemos algumas chances, mas não conseguimos marcar", lamentou Ricardo Oliveira.

Ao seu lado, o colombiano Copete e Paulinho praticamente não levavam perigo para a defesa adversária. O Santos vivia de algumas jogadas individuais de Lucas Lima e no oportunismo de Ricardo Oliveira, que em uma de suas melhores chances, cabeceou no canto e viu Danilo Fernandes fazer ótima defesa.

Sem brilho na criação, o Santos era presa fácil para a defesa do Internacional. Então o técnico Dorival Júnior resolveu arriscar tudo para buscar o gol que daria a classificação para sua equipe, tirando o zagueiro David Braz e colocando o volante Rafael Longuine. Logo em seguida, o treinador Celso Roth deu o troco e colocou Vitinho em campo.

O duelo ficou aberto e, apesar da pressão do Santos, em um contra-ataque Eduardo Sasha fez um lindo gol e garantiu a festa no Beira-Rio. A torcida do Internacional, que vem sofrendo com o time no Brasileirão, comemorou a classificação para a semifinal da Copa do Brasil e já vislumbra o título para apagar a campanha ruim no torneio nacional.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 x 0 SANTOS

INTERNACIONAL - Danilo Fernandes; Eduardo (Ceará), Alan Costa, Ernando e Geferson; Fabinho, Eduardo Henrique, Alex e Andrigo (Valdivia); Eduardo Sasha e Aylon (Vitinho). Técnico: Celso Roth.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz (Rafael Longuine) e Zeca (Rodrigão); Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Paulinho (Joel), Ricardo Oliveira e Copete. Técnico: Dorival Júnior.

GOLS - Aylon, aos 9 minutos do primeiro tempo; Eduardo Sasha, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Andrigo (Internacional).

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (RJ).

RENDA - R$ 188.390,00.

PÚBLICO - 15.065 pagantes.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).