23°
Máx
12°
Min

Comparado com Ganso, Jean Carlos diz ser 'jogador que o São Paulo procura'

Quase três semanas depois de ser confirmado pelo São Paulo, o meia Jean Carlos foi apresentado oficialmente nesta segunda-feira como novo reforço do clube. Em suas primeiras palavras como atleta tricolor, o jogador de 24 anos se disse pronto para assumir a criação da equipe, mas fugiu das comparações com o último jogador que teve sucesso na função: Paulo Henrique Ganso.

"Admiro muito o Ganso, substituí-lo é complicado, mas assumo minha responsabilidade de ser o jogador que o São Paulo está procurando. Vou procurar dar o meu melhor sempre. Sou um meia, gosto de atuar mais centralizado para poder ajudar na armação", declarou.

Contratado junto ao Vila Nova, por empréstimo até o fim do Campeonato Paulista do ano que vem, Jean Carlos é desconhecido para a maior parte da torcida são-paulina. Por isso, fez questão de apresentar suas características na entrevista coletiva. "Fiz um trabalho bom no Vila Nova. Sou um jogador bem dinâmico, que gosta de correr o campo todo e deixar os companheiros na cara do gol. Tenho boa bola parada também."

Jean Carlos foi formado na base do Marília e atuou por três anos no Palmeiras, ainda jovem. De lá, foi para o São Bernardo, pelo qual disputou o Campeonato Paulista deste ano, inclusive marcando um gol e dando uma assistência na surpreendente vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo. Depois de uma breve passagem pelo Vila Nova, o jogador celebrou vestir a camisa que o pai sonhava que ele defendesse.

"Meu pai é são-paulino. É uma vontade dele jogar no São Paulo. Não quero sair daqui, quero permanecer por muito tempo, e farei de tudo para renovar. Quero ser ídolo, não sair como ídolo, porque quero permanecer. A pressão, claro, existe, mas jogador passa por isso. Sempre vai existir. Estou tranquilo e quero ajudar", comentou.

Apesar de pouco conhecido, o jogador chega com bastante expectativa da diretoria. "O Jean Carlos vai nos ajudar na armação das jogadas. Teve uma participação excelente nesse ano, com bom número de partidas e eficiência. Por isso, a nossa aposta nele. A análise do seu trabalho o trouxe ao São Paulo. Esperamos que ele nos ajude e comece uma história de algum tempo", projetou o diretor executivo de futebol, Marco Aurélio Cunha.