26°
Máx
19°
Min

Conmebol anuncia árbitro polêmico para São Paulo x Atlético-MG no Morumbi

A Conmebol anunciou na noite deste sábado os nomes das equipes de arbitragem para as partidas das quartas de final da Copa Libertadores e o São Paulo terá pela frente um juiz que já protagonizou polêmicas anteriores com o time.

O colombiano Wilmar Roldán, que irá apitar a partida de ida contra o Atlético Mineiro junto dos auxiliares Eduardo Díaz e Humberto Clavijo, passou pela história do São Paulo pela primeira vez em 2011. Em duelo da Copa Sul-Americana contra o Libertad, do Paraguai, o lateral-esquerdo Juan foi expulso e alegou que o árbitro havia o chamado de "macaco".

Já em 2013, na primeira fase da Libertadores, Roldán expulsou o centroavante Luis Fabiano após o término da partida contra o Arsenal, da Argentina, por reclamação e o atacante ainda pegou quatro partidas de suspensão na competição.

Se Roldán é responsável por más recordações ao São Paulo, a torcida atleticana não tem muito o que reclamar. O árbitro apitou a partida de volta da final da Libertadores de 2013, com título do Atlético nos pênaltis contra o Olimpia após vitória no tempo regulamentar por 2 a 0. Naquela partida, o paraguaio Julio Manzur foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo aos 40 minutos do segundo tempo.

Para a partida de volta, em Belo Horizonte, o árbitro escalado será o uruguaio Andres Cunha, auxiliado por Carlos Pastorino e Horacio Ferreiro. Ele já esteve no Morumbi em 2016, quando apitou a vitória tricolor por 2 a 1 sobre o River Plate, na fase de grupos da Libertadores, e expulsou o argentino Vangioni por um tapa no rosto do são-paulino Calleri.