23°
Máx
12°
Min

Construtora, patrocinador e Conmebol cedem para Palmeiras jogar na sua arena

O Palmeiras e a WTorre oficializaram nesta sexta-feira que o Allianz Parque está livre para receber jogos da equipe na Libertadores após acordo feito com a Conmebol. Pelo que foi acertado, a construtora trocará as placas com o nome "Allianz Parque" por uma com logotipo da arena. Os ingressos para a partida estão sendo vendidos desde quarta-feira, mas as partes ainda não havia sido anunciado como tinham conseguido a liberação da entidade sul-americana.

A Conmebol tinha avisado o Palmeiras que o estádio só poderia ser utilizado caso fossem cobertas as placas de anúncio com patrocínios e marcas de empresas. A WTorre notificou o clube que não faria a alteração e isso fez com que se criasse uma possibilidade do time alviverde não receber as partidas da competição continental em sua casa.

A empresa, entretanto, agora mudou de ideia. Em nota oficial, disse que "entende que o que está em jogo é muito mais que atender ou não às demandas impostas por quem hoje se diz dono do jogo", em clara referência à Conmebol.

"A pedido do Palmeiras, WTorre e (a seguradora) Allianz abrem mão de fazer valer seus direitos. E o fazemos por dois motivos primordiais: primeiro porque, como dissemos em nosso manifesto anterior, não há neste País, quem não saiba o que significa o nome Allianz Parque ou desconheça o seu endereço. Segundo porque também somos torcedores e entendemos a importância da disputa se dar na casa do Palmeiras. Estamos dando valor a quem gera valor", diz a nota.

A Conmebol também cedeu, autorizou a logomarca e garantiu os jogos no estádio alviverde. Nas duas próximas rodadas, o Palmeiras jogará em seus domínios. No dia 3, a equipe alviverde encarar o Rosario Central. No dia 9, o desafio é contra o Nacional e na última rodada da fase de grupos, dia 14 de abril, os comandados de Marcelo Oliveira encaram o River Plate-URU.