22°
Máx
16°
Min

Contra a Colômbia, Daniel Alves inaugura o rodízio de capitães da seleção

(Foto: Divulgação)  - Daniel Alves inaugura o rodízio de capitães da seleção
(Foto: Divulgação)

O lateral-direito Daniel Alves será o capitão da seleção brasileira na partida desta terça-feira contra a Colômbia, na Arena Amazônia, em Manaus, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia. A escolha confirma a decisão do técnico Tite de promover um rodízio no posto. No jogo contra o Equador, na última quinta, o capitão foi o zagueiro Miranda.

Daniel Alves recebeu com naturalidade a indicação. "Acredito que não tenho mais responsabilidade agora do que antes", disse nesta segunda-feira. "Temos vários capitães na seleção brasileira". Ele mesmo já ocupou o posto em algumas ocasiões, quando Dunga era o treinador.

Um dos motivos da escolha para esse jogo é a influência de Daniel Alves sobre Neymar, em uma noite em que há risco de o atacante ser muito provocado pelos colombianos. O lateral-direito da Juventus fará nesta terça-feira o seu 96.º jogo pela seleção brasileira.

O rodízio é uma maneira de Tite aproveitar os vários jogadores com perfil de liderança do grupo. O treinador, que optou pelo zagueiro Miranda contra o Equador, adotada esse critério quando dirigia o Corinthians.

Ele deve continuar o revezamento nos jogos da seleção em outubro, contra Bolívia e Venezuela. Renato Augusto é um dos cotados. O zagueiro Thiago Silva, se vier a ser convocado, também terá oportunidade de voltar a ser capitão.

Logo após a Olimpíada do Rio, Neymar disse a Tite que não queria mais ser capitão. Antecipou-se à medida que seria tornada pública pelo treinador, que já havia decidido que ele não seria mais exerceria a função, inclusive com o aprovação do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Ele prefere o craque livre desta responsabilidade, pelo menos por enquanto.