23°
Máx
12°
Min

Contrariado, Dunga se conforma com veto a treino no estádio do jogo

(Foto: Mateus Pereira/GOVBA) - Contrariado, Dunga se conforma com veto a treino no estádio do jogo
(Foto: Mateus Pereira/GOVBA)

O técnico Dunga não gostou nem um pouco, fez cara feia, mas teve de se conformar por não poder treinar na tarde desta terça-feira no Camping Field (nome atual do antigo Citrus Bowl), em Orlando, local da partida de quarta-feira contra o Haiti pela Copa América Centenário. O treinamento foi vetado para preservar o gramado, mas ele disse que seria ainda mais importante do que em outras ocasiões se exercitar no local. Motivo: o gramado é originalmente sintético, mas foi colocado grama de rolo por cima para a competição.

"Fazer o treinamento seria importante para a adaptação dos jogadores, mas de outra parte tem o regulamento e temos de nos sujeitar a ele. A Copa América está aí, temos de jogar. Temos pouca coisa a falar", disse em entrevista coletiva nesta terça-feira no estádio - o treino, no final da tarde, será na Universidade Central da Flórida.

Pelo regulamento da competição, as seleções podem ser proibidas de fazer o reconhecimento do gramado, se for para preservá-lo. Como está chovendo muito na região de Orlando e além disso na segunda-feira o Camping Field recebeu a partida entre Panamá e Bolívia, optou-se pelo veto, que também vale para os haitianos.

Dunga não quis dar pistas do time que escalará na quarta, mas falou que parte de um time-base e, dele, pode fazer alterações pontuais, dependendo dos adversários e da característica dos jogadores. Miranda vai participar do treino no final da tarde e sua presença contra os haitianos vai depender de um avaliação posterior. Mas a tendência é que fique no banco, com Marquinhos jogando, para preservá-lo, depois do tratamento em função de dores na coxa. No ataque, inicialmente Jonas está mantido, mas não está descartada a entrada de Gabriel ou até de Lucas Moura.