21°
Máx
17°
Min

Corinthians desperta no segundo tempo, faz 3 gols em 15 minutos e bate o Sport

(Foto: Divulgação)  - Corinthians desperta no segundo tempo e faz 3 gols em 15 minutos
(Foto: Divulgação)

O técnico Cristóvão Borges ganhou os três pontos nesta quinta-feira para o Corinthians nos 3 a 0 sobre o Sport, pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Itaquerão, em São Paulo. Um dia depois de reclamar de excessivas comparações com o antecessor Tite, o treinador arrumou a formação no intervalo e garantiu um segundo tempo digno de quem está no G4.

O time só continua na cola dos líderes - tem 40 pontos na quarta colocação, atrás de Palmeiras (46), Flamengo (43) e Atlético Mineiro (42) - pelo que fez na segunda etapa, quando marcou todos os gols. Cristóvão Borges conseguiu fazer os jogadores reagirem para evitar o vexame do primeiro tempo, quando o Sport foi mais perigoso e finalizou três vezes mais.

A torcida do Corinthians vibrou pela primeira vez na fria noite na zona leste de São Paulo ao ouvir o nome do centroavante Gustavo no sistema de som. A entrada de "Gustagol" acabava com a expectativa pela estreia do jogador de 22 anos, ex-Criciúma. A manifestação popular foi mais do que isso, um alívio pela tentativa para salvar uma apresentação horrível.

A entrada dele na vaga do volante Cristian significou uma nova atitude. Mais ousado e veloz, o Corinthians abriu o placar no primeiro minuto (com o meia Rodriguinho), ampliou aos oito (com o lateral-direito Léo Príncipe) e definiu o jogo aos 16 minutos (com o zagueiro Vilson). Foi uma espécie de avalanche para compensar o desastre da etapa inicial.

Com Gustavo centralizado para incomodar a defesa, as laterais ficaram livres e houve mais espaço para evitar os erros de passes, falha tão repetida no primeiro tempo. O jogo sob controle na etapa final possibilitou ao técnico promover mais uma estreia. O volante Jean, que veio do Paraná, entrou nos minutos finais.

A etapa final foi o retrato mais fiel ao nível dos times. O Corinthians se mostrou bastante superior e dominou o Sport, que luta para sair das últimas posições.

A partida teve um dos menores públicos da história do Corinthians em sua nova arena. O jogo teve a presença de 24,3 mil pagantes, quantidade pouco maior do que o recorde negativo do estádio, 23,1 mil, registrado neste ano contra o Capivariano, pelo Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 0 SPORT

CORINTHIANS - Cássio; Léo Príncipe, Vilson, Yago e Uendel; Cristian (Gustavo) e Camacho (Willians); Rodriguinho, Giovanni Augusto (Jean) e Marlone; Lucca. Técnico: Cristóvão Borges.

SPORT - Magrão; Samuel Xavier (Apodi), Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Everton Felipe (Rogério), Diego Souza e Gabriel Xavier (Edmilson); Ruiz. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

GOLS - Rodriguinho, a 1, Léo Príncipe, aos 8, e Vilson, aos 16 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Vilson e Yago (Corinthians); Durval e Gabriel Xavier (Sport).

ÁRBITRO - João Batista de Arruda (RJ).

RENDA - R$ 1.163.355,50.

PÚBLICO - 24.360 pagantes.

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).