26°
Máx
19°
Min

Corinthians espera fechar acordo por 'naming rights' do Itaquerão em 15 dias

As longas negociações pelos "naming rights" do Itaquerão devem estar próximas do fim. Pelo menos é o que garantiu o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, durante reunião do Conselho Deliberativo do clube, na noite da última segunda-feira, no Parque São Jorge. O dirigente avisou que dentro de 15 dias espera anunciar o acordo da venda do nome do Itaquerão.

A declaração foi dada em uma reunião onde o propósito era discutir as contas do ano passado, mas que por razões técnicas não aconteceu. Os conselheiros tiveram dificuldades para enxergar os números no projetor e por isso solicitaram a impressão dos dados. O diretor financeiro do clube, Emerson Piovesan, prometeu entregar os documentos até o começo da semana que vem e depois a diretoria marcará uma nova reunião para discussão das contas.

Mesmo com o Itaquerão envolvido em investigações da Operação Lava Jato, o Corinthians manteve as conversar com um fundo internacional que deve dar seu nome ao estádio. Inaugurada em maio de 2014, a arena continua sem nome e essa situação causa desconforto inclusive em alguns torcedores, que se incomodavam com os apelidos criados pelos rivais. No total, a equipe corintiana já fez 64 jogos no local, com 49 vitórias, 11 empates e apenas quatro derrotas.

O vice-presidente do clube, André Luiz Oliveira, o André Negão, que prestou depoimento sobre as denúncias de que teria recebido propina de R$ 500 mil da construtora Odebrecht durante as obras de construção da arena não se manifestou durante a reunião. Ele havia apresentado sua defesa ao Conselho de Ética na semana passada.