22°
Máx
16°
Min

Corinthians goleia por 6 a 0 e deve pegar o Nacional, do Uruguai, nas oitavas

Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians - Corinthians goleia por 6 a 0 e deve pegar o Nacional, do Uruguai, nas oitavas
Foto: Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians

Foi um massacre, como se o técnico Tite não tivesse escalado reservas na sexta e última rodada do Grupo 8 da Copa Libertadores. O Corinthians ganhou tão fácil do Cobresal, do Chile, que terminou o primeiro tempo vencendo por 4 a 0. O placar no estádio Itaquerão, em São Paulo, nesta quarta-feira, terminou 6 a 0. Teve gol de voleio que valeu o ingresso, marcado por Marlone. E até o volante Willians foi ao ataque, driblando e invadindo a área, tamanha fragilidade do rival chileno.

A goleada, a maior da nova arena, também serviu para o líder Corinthians ganhar posições na classificação geral da Libertadores. E isso é importante porque o time terminará a primeira fase com a terceira melhor campanha.

Não há mais chance de o Corinthians pegar o São Paulo nas oitavas de final. O rival mais provável será o Nacional, do Uruguai - a menos que o Trujillanos, da Venezuela, vença o River Plate na Argentina, um resultado improvável. Neste caso, o time alvinegro enfrentaria o Deportivo Táchira, da Venezuela. Os confrontos serão definidos nesta quinta-feira. O time de Tite deve estrear nas oitavas de final, fora de casa, já na próxima semana.

E jogar um mata-mata já na próxima semana, depois de uma semifinal de Campeonato Paulista, foi um dos motivos que fez Tite escalar só reservas no jogo desta quarta-feira. É preciso poupar energia para as partidas que realmente valem e são decisivas.

E também não era necessário mais que os reservas para encarar o já eliminado (e com suplentes) Cobresal, um dos adversários mais limitados de toda a Libertadores. Para os chilenos, o jogo serviu para conhecer o estádio em Itaquera, onde o Corinthians é imbatível nesta temporada: 12 vitórias em 12 jogos.

Contra o Cobresal, quem quis fez seu gol. Marlone marcou dois, o primeiro e o terceiro do jogo. E este foi como uma pintura. Ele dominou a bola no peito dentro da área, girou e acertou um voleio. Nem ele imaginava retornar ao time depois de tanto tempo afastado por lesão. Nesta quarta-feira foi a sua primeira partida em que começou jogando depois de dois meses.

No primeiro tempo, o Corinthians, veloz e letal, foi um rolo compressor. Mesmo diminuindo o ritmo no segundo, o Corinthians ampliou e fez mais dois, em uma noite de gols bonitos em Itaquera, palco da semifinal do Paulistão, neste sábado, às 18h30, contra o Audax.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 6 x 0 COBRESAL

CORINTHIANS - Cássio; Edílson, Balbuena, Vilson e Guilherme Arana; Williams (Elias), Maycon e Rodriguinho (Cristian); Marlone (Alan Mineiro), Romero e Luciano. Técnico: Tite.

COBRESAL - Cuerdo; Juan Contreras, Flavio Rojas, Diego Cerón e Alejandro López; Rodrigo Ureña, Cabión (Víctor Sarabia), Poblete (Patricio Jerez), Pablo González e Jonathan Benítez (Johan Fuentes); Lino Maldonado. Técnico: Dalcio Giovagnoli.

GOLS - Marlone, aos 8 e aos 38, Romero aos 12, e Guilherme Arana aos 44 minutos do primeiro tempo; Elias,

aos 29, e Romero, aos 31 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Jonathan Benítez (Cobresal).

ÁRBITRO - Carlos Orbe (Fifa/Equador).

RENDA - R$ 2.635.754,50.

PÚBLICO - 41.710 pagantes.

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).