22°
Máx
16°
Min

Corintiano Yago é suspenso por apenas 1 mês por doping e está liberado para atuar

(Foto: Divulgação)  - Corintiano Yago é suspenso por apenas 1 mês por doping e está liberado para atuar
(Foto: Divulgação)

O Corinthians poderá contar com o zagueiro Yago no clássico diante do Palmeiras, domingo, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador foi julgado nesta segunda-feira após ter sido flagrado no exame antidoping e acabou punido com um mês de suspensão, do qual já cumpriu 26 dias, o que o libera para atuar no confronto do fim de semana.

Yago foi julgado nesta tarde no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP). Dois dos quatro membros com direito a voto pediram a pena de 180 dias de suspensão, mas os outros dois votaram por apenas um mês. Como desempate, prevaleceu a menor punição, o que beneficiou o atleta e o clube paulista.

Flagrado pelo uso de betametasona após o clássico contra o Santos, ainda pelo Campeonato Paulista, Yago foi suspenso preventivamente, e a punição passou a ser considerada a partir do último dia 10 de maio. O último jogo do atleta foi diante do Nacional, na eliminação corintiana da Libertadores, em 27 de abril.

A defesa corintiana trabalhava em cima da tese de que a substância, que consta em um medicamento de ação anti-inflamatória para combater dores no joelho, foi utilizada erroneamente pelo médico do clube, Joaquim Grava. A betametasona é permitida, mas apenas por via oral, intramuscular, intravenosa ou retal. Entretanto, no caso de Yago, a aplicação foi intra-articular, algo proibido pela Agência Mundial de Dopagem (Wada, na sigla em inglês).

Independentemente da intenção, os membros do tribunal consideraram que houve um ganho no desempenho. A substância foi encontrada na amostra do jogador e com o triplo da quantidade permitida.

O relator do processo, Luiz Roberto, votou pela punição de 180 dias, mas ele próprio admitiu a dificuldade de opinar em uma situação como essa. "Todo caso de doping é difícil de julgar. É muito fácil julgar cartões amarelos ou vermelhos. No doping, é um ano, são dois anos ou até quatro de suspensão. Qual é a pena cabível neste caso? Essa é a grande dificuldade nossa aqui."

O fato é que prevaleceu a vontade dos dois auditores, que votaram a favor da pena de 30 dias de suspensão. Com isso, Tite ganha um reforço importante para o clássico com o Palmeiras, já que Yago era titular da zaga até a suspensão preventiva e o Corinthians já não conta com Balbuena, que está na Copa América Centenário com a seleção paraguaia.