27°
Máx
13°
Min

Coritiba apresenta dois reforços e torcida organizada é recebida após protestos

(Foto: Robson de Lazzari/Rede Massa) - Coritiba apresenta dois reforços e torcida organizada é recebida após protestos
(Foto: Robson de Lazzari/Rede Massa)

Na tarde desta quinta-feira (9) o Coritiba apresentou dois novos reforços na equipe: o volante Edinho, ex-Grêmio, e o atacante turco Kazim-Richards. Os jogadores falaram sobre as expectativas em relação à equipe e o momento que o Coritiba vive, ocupando a vice-lanterna no Brasileirão 2016. O presidente do clube, Rogério Bacellar, também esteve presente na coletiva de imprensa realizada.

Bacellar relacionou a fase difícil que a equipe passa com a reestruturação que está sendo feita, ressaltando que tudo está ocorrendo de maneira organizada e responsável. “Estamos trazendo os jogadores certos para os lugares certos. Vamos trazer todo jogador que for necessário para suprir as lacunas do Coritiba, dentro das possibilidades do clube”, afirmou. O presidente falou também da importância de ter um time completo, com reservas que possam substituir os titulares à altura, sem ficar à mercê de substituições.

O turco Kazim-Richards arriscou o português, dizendo que consegue entender bem a língua. Para o atacante, jogar no Brasil sempre foi um desejo. “É uma liga bem equilibrada, com os principais jogadores do mundo, uma liga difícil de jogar”, disse. Para o atacante, a principal dificuldade seria a diferença no estilo de jogo, mas que situações fora de campo, como a cultura ou a adaptação não lhe preocupam, já que ele é casado com uma brasileira e seus filhos falam português e inglês. “Sou um jogador diferente, luto até o último segundo. Eu tenho muita paixão por jogar bola, eu luto, eu corro, o jogo só acaba quando juiz apita”, disse Kazim.

Já o volante Edinho chega com uma experiência a mais para somar ao time alviverde, e sua expectativa é de já estar à disposição de Pachequinho no jogo de domingo, diante do Sport, no Couto Pereira. “Espero conquistar meu espaço dentro do Coritiba e dar meu melhor para que sempre possa vencer. O Coritiba é grande e não merece estar nessa situação”, coloca o volante, ex-jogador do Grêmio.

Protestos

A Torcida Organizada do Coritiba realizou protestos em frente ao Centro de Treinamento da Graciosa, logo após a apresentação dos dois reforços. Os jogadores Wilson, Ceará, Kleber e João Paulo, junto com o presidente Rogério Bacellar, conversaram na capela do CT com integrantes da torcida.

De acordo com o presidente, os torcedores queriam saber a opinião dos jogadores, como está o comprometimento do time dentro e fora de campo, e também de alguns atletas em específico. “Todas as perguntas feitas aos jogadores e à diretoria foram respondidas, e a conversa foi bem amigável e saudável”, esclareceu.

Bacellar ressaltou a importância dos torcedores para a equipe, e salienta que o grupo foi até o CT com a missão de informar ao restante da torcida o que ocorre dentro do clube. “Eu sou o representante da torcida dentro da administração do clube, e como representante eu tenho que dar satisfação”, disse. O presidente afirma que não sente medo de receber a torcida, nem de abrir precedentes para alguma atitude no fim do ano, caso a situação do Coritiba não seja boa.

Colaboração Louise Fiala e Robson De Lazzari/Rede Massa